Rotina de uma Pós-Graduanda no exterior

College_assignment

No post anterior contei como foi a minha vida como estudante de inglês, e como disse, a vida de pós-graduanda é bem diferente. Minhas aulas começaram em setembro de 2012, quando o outono estava começando, e como eu não estava acostumada com o ritmo me dediquei bastante desde o primeiro dia.

O semestre aqui na verdade não dura seis meses, é chamado term e dura quatro meses. As provas são divididas em mid-term e finals, que são as provas do meio do período, e a final com a matéria toda. No meio do período, tem uma semana sem aulas antes das primeiras provas. No meu college é chamado semana da leitura (reading week), e é ótimo, pois alivia um pouco das aulas e dá mais tempo pra estudar antes das provas.

A rotina de aulas no primeiro term, eram quatro dias na semana, com horários variáveis, era uma média de 5 horas diárias, e em todas as aulas tinha algum trabalho ou leitura para a próxima aula. Como inglês é minha segunda língua, apesar de fluente, ainda não conheço todo o vocabulário e a velocidade da minha leitura não é a mesma da que leio em português, e isso faz com que eu gaste mais tempo para fazer as atividades do que os canadenses, mas apesar disso, nunca fiquei sobrecarregada e tinha tempo livre para diversão. Mas é importante lembrar que o curso é full-time e fica difícil trabalhar muitas horas quando está no college.

Desde o começo das aulas, virou rotina sentar no pub em frente o college depois da aula nas quintas-feiras, e essas pessoas foram se tornando os novos amigos. O semestre foi passando, os trabalhos aumentando e as primeiras provas chegaram, e com isso, a biblioteca virou lugar mais frequente que o bar.

Durante todo o semestre eu trabalhei nos fins de semana e alguns dias durante a semana no college, mas dava tempo de sobra pra estudar. No final do semestre parei de trabalhar aos domingos pra ter um pouco mais tempo de me dedicar aos grandes projetos e as provas finais. Foram três semanas de estudo intenso pra terminar tudo a tempo e com qualidade. Chegava no college as 8 da manhã e só saía as 9 ou 10 da noite, entre aulas, trabalho e projetos consegui terminar o semestre com ótimas notas.

Pra quem pergunta se dá pra trabalhar e estudar ao mesmo tempo, dá sim, mas como o college tem muitos trabalhos e projetos, você não vai conseguir fazer muitas horas, e portanto, provavelmente não vai conseguir se bancar 100%, e lembrando que durante as aulas, só pode trabalhar 20 horas semanais.

Tive duas semanas de férias em dezembro, e comecei o co-op term, que foi o estágio obrigatório, agora voltei pro college pra fazer o último período. A única desvantagem é que não vou ter férias de verão como os outros universitários pois meu programa é de um ano.

Como este é o último semestre, está muito mais apertado do que o primeiro, e desde o primeiro dia de aula já tive muitas coisas pra fazer, entre trabalhos, leituras, projetos, academia e emprego part-time dentro do college, tenho passado bastante tempo no college.

A rotina de um estudante de pós no exterior é muito desgastante do que uma pós no Brasil, como é um curso full time, são mais horas de aulas, e mais trabalhos, e tem que ter mais dedicação por causa da língua, mas a experiência é muito válida, e pelas estatísticas, as chances de conseguir um bom emprego seja no Brasil ou no Canadá com uma pós no exterior são muito maiores. Se você tem a vontade de vir, venha que vale muito a pena!

16 Comment

  1. Anônimo says:

    Eu também quero muito estudar aí no Canada, especificamente em Vancouver. Faço Direito e quero fazer uma pós ou mestrado nesta área. Estou estudando ingles, economizando muito e me dedicando pra realizar esse objetivo. O que voce me diria como conselho?

  2. Olá. Você sabe que o direito que você estuda no Brasil não vale pra cá certo? Ou seja, dependendo da pós que você quer fazer não vai ter muita validade, a não ser que seja em algum setor como international business ou management. Decida direitinho o que você quer pra não investir em alguma coisa que não vai ser útil no futuro. No mais, continue se dedicando que você conseguirá seu objetivo!

  3. Olá, você chegou a tentar bolsa de estudo? Ou me indica alguma faculdade para marketing que tenha esse programa? Obrigada

  4. Oi Beatriz, não tentei bolsa não e também não sei como isso funciona direito. O que me informaram uma vez foi que os colleges não dão bolsas pra estudantes internacionais, mas não sei se essa informação é real ou não, pois não pesquisei a fundo.

  5. Oi Beatriz, não tentei bolsa não e também não sei como isso funciona direito. O que me informaram uma vez foi que os colleges não dão bolsas pra estudantes internacionais, mas não sei se essa informação é real ou não, pois não pesquisei a fundo.

  6. Oi Rafael, o Canadá valoriza qualquer profissional qualificado, principalmente na área de TI, que é uma área em constante demanda, mas quanto a experiência brasileira, ela é vista como qualquer outra experiência em qualquer outro lugar do mundo.

    Se você pensa em estudar ou trabalhar/imigrar, a primeira coisa é a proficiência de inglês.

    Abraço

  7. Oi Rafael, o Canadá valoriza qualquer profissional qualificado, principalmente na área de TI, que é uma área em constante demanda, mas quanto a experiência brasileira, ela é vista como qualquer outra experiência em qualquer outro lugar do mundo.

    Se você pensa em estudar ou trabalhar/imigrar, a primeira coisa é a proficiência de inglês.

    Abraço

  8. Rafael Barbosa says:

    Olá, Mariana Cimini!

    Sou estudante de engenharia e trabalho atualmente na área de tecnologia (desenvolvimento de software, para ser mais específico). Já tinha em mente morar fora do país, e lendo suas matérias estou ficando mais convencido que sair do Brasil é o que vou fazer.

    Como minha faculdade é bastante exigente, não tenho tempo hoje para me dedicar ao inglês como eu gostaria. Eu estava cursando aulas do idioma, mas por não possuir tempo para efetivamente estudar a língua, decidi postergar esta pendência.

    Penso em me dedicar exclusivamente ao inglês assim que terminar minha graduação e economizar para meu futuro intercâmbio, claro.

    Quais as dicas que você teria para mim? Li recentemente que a área de tecnologia no Canadá está carente de profissionais, é verdade? Nossa experiência profissional aqui do Brasil é bem valorizada no Canadá?

    Obrigado!

  9. Rafael Barbosa says:

    Olá, Mariana Cimini!

    Sou estudante de engenharia e trabalho atualmente na área de tecnologia (desenvolvimento de software, para ser mais específico). Já tinha em mente morar fora do país, e lendo suas matérias estou ficando mais convencido que sair do Brasil é o que vou fazer.

    Como minha faculdade é bastante exigente, não tenho tempo hoje para me dedicar ao inglês como eu gostaria. Eu estava cursando aulas do idioma, mas por não possuir tempo para efetivamente estudar a língua, decidi postergar esta pendência.

    Penso em me dedicar exclusivamente ao inglês assim que terminar minha graduação e economizar para meu futuro intercâmbio, claro.

    Quais as dicas que você teria para mim? Li recentemente que a área de tecnologia no Canadá está carente de profissionais, é verdade? Nossa experiência profissional aqui do Brasil é bem valorizada no Canadá?

    Obrigado!

  10. Rafael Barbosa says:

    Olá Mariana, obrigado pela resposta. Sei que sem o inglês fica quase impossível… Isso está nos meus planos sim! 🙂

  11. Rafael Barbosa says:

    Olá Mariana, obrigado pela resposta. Sei que sem o inglês fica quase impossível… Isso está nos meus planos sim! 🙂

  12. Marcitta says:

    Olá Mariana! Estou planejando fazer um curso na George Brown no ano que vem. Será um curso de 1 ano, full time. Meu marido e minha filha irão me acompanhar. Como você comentou no post, já ouvi também outras pessoas comentando que ficam até altas horas no college, e às vezes fds, para dar conta dos trabalhos. Isso é algo que acontece durante toda a duração do curso, ou eventualmente no período de finals? Minha preocupação é em me ausentar demais sendo que terei que me dividir com meu marido nos cuidados com minha filha pequena. Obrigada!

  13. Oi Marcitta, o tempo gasto pra estudar depende muito de cada aluno né?! Antes de começar o college, eu morava com uma menina que estava no meio do college dela, e ela se matava de estudar quase 24 por dia, eu fiquei assustada com isso, mas quando comecei o meu curso vi que esse era o estilo dela, e que eu não precisava estudar tanto assim. O curso que eu fiz dá muitos trabalhos e isso exige tempo dos alunos, mas ficar no college até tarde não é comum durante todo o curso, é mais comum no final mesmo, quando já estamos pra entregar o projeto final, ou perto das provas finais. Outra coisa é que eu trabalhava nos fins de semana e alguns dias a tarde, e por isso tinha que ficar nos meus dias sem trabalho mais tempo no college pra dar conta de fazer tudo e menos tempo, mas se dividir o tempo direitinho, não é necessário se matar e "morar" no college.
    Abraço

  14. Pamela says:

    Mariana, durante a pós voce trabalhou na college ou fora? Também estou vendo de fazer pós em accounting na George Brown, voce acha que será facil de conseguir trabalho?

  15. Pamela says:

    Mariana, durante a pós voce trabalhou na college ou fora? Também estou vendo de fazer pós em accounting na George Brown, voce acha que será facil de conseguir trabalho?

  16. Oi Pamela, durante a pós trabalhei dentro e fora do college num total de 20 horas semanais. Conseguir trabalhos part time no estilo "sub emprego" não é difícil não, basta ter força de vontade.
    Abraço

Comentários fechados.