Dicas pra Criar seu Currículo

Recebi uma ótima notícia recentemente e que me deu um ânimo a mais pra continuar aqui no Canadá. Finalmente consegui um emprego full-time na minha área! Com essa novidade, e com mais tempo livre agora, vou fazer uma sequência de posts sobre empregos, e este primeiro será o início de tudo, como construir o currículo no padrão canadense.

Já falei neste post anterior um pouco sobre onde conseguir um emprego, por exemplo em sites, mas gostaria de aprofundar um pouco no assunto.

Primeiro, a primeira coisa a se definir é o tipo de trabalho que você quer fazer, qual a área que você vai focar e a partir daí formatar o currículo de acordo com os requisitos que a área necessita. Deixei meu currículo aqui como exemplo do que eu estou dizendo.

Chamado de Resumé, o currículo canadense é diferente dos padrões brasileiros.

Cabeçalho:

Nome, endereço, telefone e email são as primeiras coisas que vão no cabeçalho, depois disso vem o objetivo. Neste campo você deve colocar o seu objetivo, como por exemplo “obter um trabalho full-time como assistente de marketing na empresa tal”. Hoje em dia, os profissionais de recursos humanos já estão eliminando o objetivo, pois ele é meio óbvio e você pode falar mais sobre o seu objetivo na cover letter.

Qualificações:

A segunda parte são as qualificações. Nessa parte você lista o que sabe fazer, e que é relacionado com a vaga que você está se inscrevendo. Como por exemplo domínio do pacote Office (Excel, Word, PowerPoint), domínio da língua inglesa, facilidade de trabalho em equipe. Nesta parte você vai falar no geral quais são seus pontos positivos, e vai detalhar mais as suas qualificações na parte de experiência.

Educação:

A próxima seção é a da educação. Nessa parte vem a data de cada curso feito. Se você tem curso superior, não precisa citar ensino médio, pode começar pela faculdade. É importante colocar a data de início e termino, assim como nome da instituição, cidade e país.

Experiência:

A próxima seção é a da experiência, onde você deve listar em ordem decrescente a sua experiência, do mais recente ao mais antigo. Se você tem experiências profissionais relevantes, não precisa citar estágios, a não ser que ele seja primordial. Nessa seção, é importante citar data de inicio e término, nome da empresa, local e listar quais eram suas responsabilidades principais.

Outras informações relevantes:

E por fim, se você tem alguma outra informação relevante, a última seção é  para isso. Nas informações adicionais, você pode colocar alguma atividade extra curricular, por exemplo, no meu currículo, nessa seção eu adiciono que escrevo o blog e mantenho uma página no facebook para o mesmo. Essas informações são interessantes no meu caso pra mostrar a minha experiência com mídia social e desenvolvimento de blogs, duas qualificações importantes para profissionais de marketing.

Algumas das diferenças entre o currículo no Canadá e Brasil é que aqui, não se coloca data de nascimento nem nenhum tipo de informação pessoal, apenas o contato. Espero ter ajudado um pouco com essas dicas. No próximo post, falarei sobre a cover letter, uma carta super importante que vai junto com o currículo e é como se fosse um resumo das qualificações e é a carta que vai fazer o recrutador se interessar em ver seu currículo ou não.

75 Comment

  1. Anônimo says:

    Olá, pretendo fazer intercâmbio para o Canadá o ano que vem! Na verdade ficarei um mês apenas. Quero estudar inglês nesse período. Você sabe me informar alguns cursos legais, valores e onde ficar?
    Vi algumas agências que fazem esse tipo de processo, mas não sei se é o melhor caminho.

    O meu nome é Ellen e o meu e-mail é ellentrinanes@hotmail.com

  2. Anônimo says:

    Olá, pretendo fazer intercâmbio para o Canadá o ano que vem! Na verdade ficarei um mês apenas. Quero estudar inglês nesse período. Você sabe me informar alguns cursos legais, valores e onde ficar?
    Vi algumas agências que fazem esse tipo de processo, mas não sei se é o melhor caminho.

    O meu nome é Ellen e o meu e-mail é ellentrinanes@hotmail.com

  3. Oi Ellen, vou te responder pelo email!

  4. Oi Ellen, vou te responder pelo email!

  5. Anônimo says:

    Oi, como vai?
    Meu nome é Marco, estou pensando em me mudar para o Canadá com minha família,exclusivamente para desenhar uma nova história e auxiliar no crescimento econômico do país. sou casado, tenho 33 anos, duas filhas (3 anos e 10 anos), você acredita que exista algum impeditivo com base nisso?

  6. Anônimo says:

    Oi, como vai?
    Meu nome é Marco, estou pensando em me mudar para o Canadá com minha família,exclusivamente para desenhar uma nova história e auxiliar no crescimento econômico do país. sou casado, tenho 33 anos, duas filhas (3 anos e 10 anos), você acredita que exista algum impeditivo com base nisso?

  7. Oi Marco, existem vários programas de imigração, você tem que pesquisar se se encaixa em algum deles. O fato da idade ou ter filhos não influencia de forma negativa, é até uma vantagem, mas você tem que preencher também outros requisitos da imigração. Você pode ter mais informações nesse site: http://www.cic.gc.ca/ENGLISH/INDEX.ASP

  8. Oi Marco, existem vários programas de imigração, você tem que pesquisar se se encaixa em algum deles. O fato da idade ou ter filhos não influencia de forma negativa, é até uma vantagem, mas você tem que preencher também outros requisitos da imigração. Você pode ter mais informações nesse site: http://www.cic.gc.ca/ENGLISH/INDEX.ASP

  9. Anônimo says:

    Oi, meu nome é Carlos, e eu estou interessado em me formar em medicina, mas não sei como um medico pode imigrar para o Canada, como funciona este esquema, queria optar por Calgary(BC) …. E mudando de assunto, como funciona imigrar por província? É fácil? É só fazer uma prova…? Me ajuda…
    Meu email: carlos.cadu2012@hotmail.com

  10. Anônimo says:

    Oi, meu nome é Carlos, e eu estou interessado em me formar em medicina, mas não sei como um medico pode imigrar para o Canada, como funciona este esquema, queria optar por Calgary(BC) …. E mudando de assunto, como funciona imigrar por província? É fácil? É só fazer uma prova…? Me ajuda…
    Meu email: carlos.cadu2012@hotmail.com

  11. Oi Carlos, infelizmente não tenho informações pra sanar suas dúvidas. Dá uma olhada no site da imigração que é bem explicadinho como funcionam os processos e o que precisa. http://www.cic.gc.ca/ENGLISH/INDEX.ASP

  12. Oi Carlos, infelizmente não tenho informações pra sanar suas dúvidas. Dá uma olhada no site da imigração que é bem explicadinho como funcionam os processos e o que precisa. http://www.cic.gc.ca/ENGLISH/INDEX.ASP

  13. Olá Mari, tudo bem! Vi que você trabalha na área de marketing e é formada em publicidade. Eu sou jornalista e trabalho com vídeo. Depois de viver dois anos na Irlanda estudando inglês, a vontade de sair do Brasil e fixar residência fora está me consumindo! rs… Estou pesquisando o Canadá, porque até agora é o que melhor oferece oportunidade para visto. A ideia é juntar dinheiro para fazer um College e depois arrumar um emprego full-time para conseguir o visto. Minha dúvida é se devo investir na área de comunicação, mesmo não tendo o inglês como língua nativa. O que você sentiu no mercado em relação a isso? Eu sou repórter de TV e sei que é praticamente impossível fazer isso fora daqui, por isso estou investindo na área de edição e captação de imagens, mas também pensei em fazer um College mais voltado para a área de marketing, usando meu background de jornalista. O que você acha? Jornalistas (sem a experiência de agência que vc tem) têm chances de se adequar ao mercado canadense?
    PS: Na Irlanda trabalhei em um site de intercâmbio (o e-dublin.com.br) e sei como é difícil responder a essas perguntas específicas! Não se preocupe! Qualquer dica ou experiência sua que você me contar já ajuda na pesquisa!
    Obrigada pela atenção!! Beijos
    Elain

  14. Olá Mari, tudo bem! Vi que você trabalha na área de marketing e é formada em publicidade. Eu sou jornalista e trabalho com vídeo. Depois de viver dois anos na Irlanda estudando inglês, a vontade de sair do Brasil e fixar residência fora está me consumindo! rs… Estou pesquisando o Canadá, porque até agora é o que melhor oferece oportunidade para visto. A ideia é juntar dinheiro para fazer um College e depois arrumar um emprego full-time para conseguir o visto. Minha dúvida é se devo investir na área de comunicação, mesmo não tendo o inglês como língua nativa. O que você sentiu no mercado em relação a isso? Eu sou repórter de TV e sei que é praticamente impossível fazer isso fora daqui, por isso estou investindo na área de edição e captação de imagens, mas também pensei em fazer um College mais voltado para a área de marketing, usando meu background de jornalista. O que você acha? Jornalistas (sem a experiência de agência que vc tem) têm chances de se adequar ao mercado canadense?
    PS: Na Irlanda trabalhei em um site de intercâmbio (o e-dublin.com.br) e sei como é difícil responder a essas perguntas específicas! Não se preocupe! Qualquer dica ou experiência sua que você me contar já ajuda na pesquisa!
    Obrigada pela atenção!! Beijos
    Elain

  15. Oi Elaine, tudo ótimo e você?
    Olha, a área de comunicação é um pouco difícil pra que não tem inglês como primeira língua. Pra trabalhar como jornalista, ou mídias sociais ou qualquer outra coisa que envolva contato direto com o público fica um pouco mais difícil sim, mas tudo depende da sua fluência e do seu sotaque. Pra outras áreas, como publicidade, edição de imagens e vídeo ou qualquer outra área de marketing tem mercado sim, e eles valorizam quem tem experiência em outros países, pois podemos trazer idéias e perspectivas diferentes do pessoal daqui. Espero ter ajudado, e se tiver mais dúvidas não deixe de comentar. Beijos

  16. Oi Elaine, tudo ótimo e você?
    Olha, a área de comunicação é um pouco difícil pra que não tem inglês como primeira língua. Pra trabalhar como jornalista, ou mídias sociais ou qualquer outra coisa que envolva contato direto com o público fica um pouco mais difícil sim, mas tudo depende da sua fluência e do seu sotaque. Pra outras áreas, como publicidade, edição de imagens e vídeo ou qualquer outra área de marketing tem mercado sim, e eles valorizam quem tem experiência em outros países, pois podemos trazer idéias e perspectivas diferentes do pessoal daqui. Espero ter ajudado, e se tiver mais dúvidas não deixe de comentar. Beijos

  17. Elaine Nunes says:

    Oi Mari!! Ajudou demais!! Obrigada mesmo!! Entendo que exista essa dificuldade quando a língua não é nativa… e meu sotaque é bem brasileirinho mesmo… rs
    Mesmo assim gostei de saber que tem uma boa expectativa na área de edição de imagens/vídeo… é a area que estou começando a investir agora. Quem sabe daqui uns anos eu consiga uma boa experiência para um work visa nesse campo!! Obrigada mesmo!! Beijão

  18. Elaine Nunes says:

    Oi Mari!! Ajudou demais!! Obrigada mesmo!! Entendo que exista essa dificuldade quando a língua não é nativa… e meu sotaque é bem brasileirinho mesmo… rs
    Mesmo assim gostei de saber que tem uma boa expectativa na área de edição de imagens/vídeo… é a area que estou começando a investir agora. Quem sabe daqui uns anos eu consiga uma boa experiência para um work visa nesse campo!! Obrigada mesmo!! Beijão

  19. Olá Mari, primeiramente parabens pelo Blog, muito bom!! Não consegui abrir teu CV, você poderia me enviar por email pra ter um modelo?? lipecrz@gmail.com.

    Obrigado!

  20. Olá Mari, primeiramente parabens pelo Blog, muito bom!! Não consegui abrir teu CV, você poderia me enviar por email pra ter um modelo?? lipecrz@gmail.com.

    Obrigado!

  21. Enviado!

  22. Enviado!

  23. Anônimo says:

    Oi Mari! Gostei muito do seu blog. O fato de ainda morar no Brasil seria um problema para enviar o currículo?
    Sabe me dizer como eles tratam essa questão de contratar pessoas que ainda não são residentes?
    Meu email é mdfernandes@gmail.com

  24. Anônimo says:

    Oi Mari! Gostei muito do seu blog. O fato de ainda morar no Brasil seria um problema para enviar o currículo?
    Sabe me dizer como eles tratam essa questão de contratar pessoas que ainda não são residentes?
    Meu email é mdfernandes@gmail.com

  25. Olá Mari,
    Sou professora de língua inglesa aqui no Brasil e a minha filha está fazendo intercâmbio no Canadá. Gostaria muito de trabalhar no Canadá. Por onde devo começar? Seria difícil? O meu email é: patryciareis@hotmail.com

  26. Olá Mari,
    Sou professora de língua inglesa aqui no Brasil e a minha filha está fazendo intercâmbio no Canadá. Gostaria muito de trabalhar no Canadá. Por onde devo começar? Seria difícil? O meu email é: patryciareis@hotmail.com

  27. Mari, boa tarde.

    Após ficar 1 mês fazendo um curso de inglês em Vancouver, tenho planos para fazer uma pós graduação no Canada e estabelecer residencia.

    Estou finalizando minha graduação em engenharia da computaçao e possuo 5 anos de experiência na área.

    Você aconselha eu buscar um emprego primeiramente no Canada, e após alcançar uma certa estabilidade financeira e etc, buscar uma pós graduação?

    Ou posso iniciar a pós graduação, juntamente com um emprego? ( isso é possivel?)
    Lembrando que minha família não consegue me sustentar no exterior.

    Obrigado.

  28. Mari, boa tarde.

    Após ficar 1 mês fazendo um curso de inglês em Vancouver, tenho planos para fazer uma pós graduação no Canada e estabelecer residencia.

    Estou finalizando minha graduação em engenharia da computaçao e possuo 5 anos de experiência na área.

    Você aconselha eu buscar um emprego primeiramente no Canada, e após alcançar uma certa estabilidade financeira e etc, buscar uma pós graduação?

    Ou posso iniciar a pós graduação, juntamente com um emprego? ( isso é possivel?)
    Lembrando que minha família não consegue me sustentar no exterior.

    Obrigado.

  29. Oi Rafael, existem três maneiras de poder trabalhar no Canadá. 1: Imigrando, 2: Conseguindo uma empresa para te contratar e te ajudar no processo (LMIA se não me engano é o nome do processo) e 3: Estudando num college.
    Sim, você pode estudar e trabalhar ao mesmo tempo, mas os colleges são full time, mesmo a pós graduação, ou seja, não sobra muito tempo pra trabalhar. Eu sei que o custo de vida em Vancouver é mais caro, e não posso te dizer se você vai conseguir se sustentar somente com o seu trabalho durante o college, mas uma coisa eu posso afirmar, você não conseguirá cobrir o valor do college mais suas despesas mensais, trabalhando enquanto estuda.

    Já que você está se formando, o ideal seria você juntar uma grana antes de vir, até pra facilitar no visto também.

    Espero ter ajudado. 🙂

  30. Oi Rafael, existem três maneiras de poder trabalhar no Canadá. 1: Imigrando, 2: Conseguindo uma empresa para te contratar e te ajudar no processo (LMIA se não me engano é o nome do processo) e 3: Estudando num college.
    Sim, você pode estudar e trabalhar ao mesmo tempo, mas os colleges são full time, mesmo a pós graduação, ou seja, não sobra muito tempo pra trabalhar. Eu sei que o custo de vida em Vancouver é mais caro, e não posso te dizer se você vai conseguir se sustentar somente com o seu trabalho durante o college, mas uma coisa eu posso afirmar, você não conseguirá cobrir o valor do college mais suas despesas mensais, trabalhando enquanto estuda.

    Já que você está se formando, o ideal seria você juntar uma grana antes de vir, até pra facilitar no visto também.

    Espero ter ajudado. 🙂

  31. Oi Mari, não sei se minha primeira resposta foi…
    Você diz que Vancouver é mais caro o custo de vida.. eu pretendia ir para morar na região de Vancouver, como Port Coquitlam, Surrey, Delta… Pois sei que se arrumar um emprego em Vancouver, não ficaria na mão com transporte, pois o transporte público ai funciona muito bem….

  32. Oi Mari, não sei se minha primeira resposta foi…
    Você diz que Vancouver é mais caro o custo de vida.. eu pretendia ir para morar na região de Vancouver, como Port Coquitlam, Surrey, Delta… Pois sei que se arrumar um emprego em Vancouver, não ficaria na mão com transporte, pois o transporte público ai funciona muito bem….

  33. Oi Rafael, a primeira resposta não chegou…
    Você está certo, cidades próximas a Vancouver serão mais baratas pra viver com certeza, mas vale a pena pesquisar um pouco mais sobre como é o transporte entre as cidades. Infelizmente não sei te informar a esse respeito, mas é bom olhar fatores como: Frequencia de trem/ônibus, é preciso comprar outro tipo de passe, valores, tempo de viagem.

  34. Vc acha q a ideia de ir primeiramente, para trabalho… E apos conseguir uma certa estabilidade financeira, ingressar em uma pos graduacao?!

    Ja estou terminando.minha faculdade…

  35. Vc acha q a ideia de ir primeiramente, para trabalho… E apos conseguir uma certa estabilidade financeira, ingressar em uma pos graduacao?!

    Ja estou terminando.minha faculdade…

  36. Como eu disse anteriormente essa não é uma opção, pois pra vir trabalhar você precisa de uma das três opções que falei: 1: Imigrando, 2: Conseguindo uma empresa para te contratar e te ajudar no processo (LMIA se não me engano é o nome do processo) o que é muito difícil pois uma empresa não vai querer te dar sponsorship sem conhecer o seu trabalho e 3: Estudando num college.

  37. Como eu disse anteriormente essa não é uma opção, pois pra vir trabalhar você precisa de uma das três opções que falei: 1: Imigrando, 2: Conseguindo uma empresa para te contratar e te ajudar no processo (LMIA se não me engano é o nome do processo) o que é muito difícil pois uma empresa não vai querer te dar sponsorship sem conhecer o seu trabalho e 3: Estudando num college.

  38. Mariana, primeiramente gostaria de agradecer as suas dicas somente com o intuito de ajudar os outros sem ganhar nada em troca.
    Não sei se você pode me ajudar, tenho 46 anos e uma experiência de 25 anos como técnico em eletrônica, dos quais os últimos 8 anos na área de equipamento médicos, há pouquíssimos profissionais assim no Brasil, mas como a maioria das peças e insumos são importados a crise bateu em cheio nessa área e acabei perdendo mu emprego.
    Estou tentando recolocação aqui, mas como sou especialista, por incrível que pareça, esse mercado restrito se revelou uma armadilha e estou com uma dificuldade imensa em achar um emprego descente com um salário razoável.
    Ainda estou terminando minha graduação em engenharia elétrica, mas só termino no final de 2016.
    Já fiz um treinamento nos EUA em Middleton Wisconsin em 2013 onde fiquei 2 semanas e não tive muita dificuldade com o idioma, mas me confesso que me atirei, tinha treinamento das 8:00 às 17:00, depois saia e procurava conversar com o máximo de pessoas possíveis nos mais variados locais, foi imersão total, acredito que meu nível de inglês esteja no avançado, apesar de ter dificuldade em falar ao telefone e para escrever ainda utilizo o google translator para corrigir algumas dúvidas.
    Minha dúvida finalmente, você acha que vale a pena eu tentar um emprego, mesmo que com nível médio apenas, pois li que a experiencia no Canadá muitas vezes sobrepõe um graduação, ou você acha melhor terminar esse um ano e meio de faculdade e tentar algo como engenheiro?
    Outra dúvida, como estou desempregado mesmo, vale a pena fazer um intercambio de um mês ou dois para aprimorar o inglês?
    Sem sim, estou com algumas economias, mas não sei se é o suficiente para me manter durante esse período, você poderia me indicar algum lugar para fazer o intercâmbio?

    Desculpe a grande quantidade de perguntas, mas é um passo muito grande deixar esposa e filhos para encarar sozinho um desafio desses.

    Se quiser responder pelo e-mail, é marcelo.sia@hotmail.com

    Muito Obrigado.

  39. Mariana, primeiramente gostaria de agradecer as suas dicas somente com o intuito de ajudar os outros sem ganhar nada em troca.
    Não sei se você pode me ajudar, tenho 46 anos e uma experiência de 25 anos como técnico em eletrônica, dos quais os últimos 8 anos na área de equipamento médicos, há pouquíssimos profissionais assim no Brasil, mas como a maioria das peças e insumos são importados a crise bateu em cheio nessa área e acabei perdendo mu emprego.
    Estou tentando recolocação aqui, mas como sou especialista, por incrível que pareça, esse mercado restrito se revelou uma armadilha e estou com uma dificuldade imensa em achar um emprego descente com um salário razoável.
    Ainda estou terminando minha graduação em engenharia elétrica, mas só termino no final de 2016.
    Já fiz um treinamento nos EUA em Middleton Wisconsin em 2013 onde fiquei 2 semanas e não tive muita dificuldade com o idioma, mas me confesso que me atirei, tinha treinamento das 8:00 às 17:00, depois saia e procurava conversar com o máximo de pessoas possíveis nos mais variados locais, foi imersão total, acredito que meu nível de inglês esteja no avançado, apesar de ter dificuldade em falar ao telefone e para escrever ainda utilizo o google translator para corrigir algumas dúvidas.
    Minha dúvida finalmente, você acha que vale a pena eu tentar um emprego, mesmo que com nível médio apenas, pois li que a experiencia no Canadá muitas vezes sobrepõe um graduação, ou você acha melhor terminar esse um ano e meio de faculdade e tentar algo como engenheiro?
    Outra dúvida, como estou desempregado mesmo, vale a pena fazer um intercambio de um mês ou dois para aprimorar o inglês?
    Sem sim, estou com algumas economias, mas não sei se é o suficiente para me manter durante esse período, você poderia me indicar algum lugar para fazer o intercâmbio?

    Desculpe a grande quantidade de perguntas, mas é um passo muito grande deixar esposa e filhos para encarar sozinho um desafio desses.

    Se quiser responder pelo e-mail, é marcelo.sia@hotmail.com

    Muito Obrigado.

  40. Oi Marcelo, realmente a experiência aqui algumas vezes conta mais do que um curso superior, mas pra trabalhar no Canadá atualmente você tem que estar matriculado em um college/university, ou tem que ser residente permenente.

    De qualquer forma, terminando o curso ou não, se você planeja imigrar, você não vai começar como engenheiro, vai acabar começando com algo mais básio. Infelizmente a gente tem que dar um passo pra tras antes de dar dois pra frente por aqui…

    Já que você está com tempo livre e tem economias, eu aconselho muito que faça um curso pra aprimorar o inglês sim, o inglês é uma porta de entrada pra tudo hoje em dia.

    Não tenho nenhuma indicação de escolas de intercâmbio. Eu estudei na ILAC em Toronto, mas os alunos são todos bem novos, naquela fase de curtir um país novo sem se preocupar com os estudos, e eu não acho que tenha o seu perfil.

    Espero ter ajudado,
    Abraço

  41. Oi Marcelo, realmente a experiência aqui algumas vezes conta mais do que um curso superior, mas pra trabalhar no Canadá atualmente você tem que estar matriculado em um college/university, ou tem que ser residente permenente.

    De qualquer forma, terminando o curso ou não, se você planeja imigrar, você não vai começar como engenheiro, vai acabar começando com algo mais básio. Infelizmente a gente tem que dar um passo pra tras antes de dar dois pra frente por aqui…

    Já que você está com tempo livre e tem economias, eu aconselho muito que faça um curso pra aprimorar o inglês sim, o inglês é uma porta de entrada pra tudo hoje em dia.

    Não tenho nenhuma indicação de escolas de intercâmbio. Eu estudei na ILAC em Toronto, mas os alunos são todos bem novos, naquela fase de curtir um país novo sem se preocupar com os estudos, e eu não acho que tenha o seu perfil.

    Espero ter ajudado,
    Abraço

  42. Ola Mariana, tudo bem?
    Você sabe me informar se existem colleges com cursos de TI de 1 ano no Canadá, na região de Alberta ou BC ou Halifax? Sou desenvolvedor mobile e gostaria de fazer um curso nesta área para poder tentar arranjar uma vaga de emprego e participar de algum dos processos de imigração. Você sabe me informar como anda a demanda de TI na região onde você vive? aguardo retorno.. obrigado pelas dicas… Junior

  43. Oi Walfrido,

    Com certeza existem cursos de um ano em TI na região de Alberta, BC ou Halifax, mas infelizmente como eu não moro nessas regiões eu não conheço nenhum. Acredito que se você pesquisar no google vai achar alguns. A minha dica é pesquisar por Colleges públicos, eles são mais conceituados.
    TI é uma área que está sempre em demanda, mas não sei te informar especificamente pra área de mobile já que não trabalho nessa área.
    Abraço

  44. Unknown says:

    Olá Mariana, parabéns pelo blog.
    Você poderia por gentileza verificar o link para o seu Resumé, está sendo direcionado para uma webpage com erro.
    Obrigado,
    Marcelo

  45. Oi Marcelo, o link está funcionando aqui pra mim. É direcionado para uma página do google drive. Me envie seu email que te mando uma cópia.
    Abraço

  46. Oi Marcelo, o link está funcionando aqui pra mim. É direcionado para uma página do google drive. Me envie seu email que te mando uma cópia.
    Abraço

  47. Olá Mariana, eu e minha família queremos imigrar para o Canadá más como a maioria do pessoal não temo noção de como iniciar, gostaria de se possível nos dar as dicas e se possível enviar seu Resumé para eu entender como é? obrigado, meu email é brenno.bimbatti@hotmail.com quero saber também a respeito da Província de Ontario, é uma boa região para morar? Obrigado

  48. Oi Brenno, aqui no blog tem muitas dicas de como começar a pesquisar pra imigrar, clique na aba imigração e leia os artigos, caso tenha mais dúvidas entre em contato. O meu currículo está no link alí em cima, é só clicar pra ver o modelo.

    Espero ter ajudado
    Abraço

  49. Oi Brenno, aqui no blog tem muitas dicas de como começar a pesquisar pra imigrar, clique na aba imigração e leia os artigos, caso tenha mais dúvidas entre em contato. O meu currículo está no link alí em cima, é só clicar pra ver o modelo.

    Espero ter ajudado
    Abraço

  50. O intercâmbio pressiza ser ate que idade … Agradesso desde já .
    Email : bruunosousa45@gmail.com

  51. O intercâmbio pressiza ser ate que idade … Agradesso desde já .
    Email : bruunosousa45@gmail.com

  52. Oi Bruno, tudo bem? Não existe idade máxima para fazer intercâmbio.

    Abraço

  53. Oi Bruno, tudo bem? Não existe idade máxima para fazer intercâmbio.

    Abraço

  54. Boa tarde Mari, tudo bem?
    Então…vi na descrição do seu perfil no blog que vc planejou e o mesmo foi por água abaixo…
    Vamos lá, tenho 47 anos, pós em marketing, graduação em matemática e técnico em eletrotécnica (sei que esta é uma profissão de demanda), atualmente sou professor, mas…sempre tem o mas…pretendo fazer um curso de inglês através de um intercâmbio. Fiz alguns orçamentos, planejamento para 3 ou 6 meses…aqui no Brasil, tenho família, esposa e 2 filhos. Temos o sonho de dar uma guinada em nossas vidas, enfim…
    Dúvidas sempre aparecem. Para vc que está aí, vale realmente a pena? (na sua opinião é claro). Emprego, fácil ou difícil?
    Sempre tem o frio na barriga, mas é uma sensação boa.
    Pensei em Toronto, na verdade foi a indicação do intercâmbio para meu perfil. Sabe como é a qualidade de vida?
    Agradeço desde já.

  55. Oi Mane,

    Olá! Um dos meus planos foi por água a baixo sim, mas como eu tinha um plano B tudo deu certo no final!  É por isso que é importante planejar tudo detalhadamente.

    Eu acho que vale a pena sim! Se não achasse não tinha passado por tudo isso e não estaria aqui. Mas a minha situação foi bem diferente da sua, e cabe a você mesmo pensar no que seria melhor. No meu caso, eu era nova quando vim pra cá, recém graduada, sem nada a perder, mas no caso de uma família, é necessário planejar tudo com mais calma ainda, pra não arriscar nada!

    A qualidade de vida em Toronto é excelente! Apesar de ser uma cidade grande, dá pra ter uma vida super tranquila, e aproveitar muito a família! A questão de emprego é relativa, tudo depende da área que quer atuar, da experiência que tem e do nível de inglês.
    Espero ter ajudado,

    Abraço

  56. Roberto says:

    Olá Mari, muito legal seu Blog … Parabéns!

    Sou casado e vou me mudar com minha esposa para Toronto em Agosto. Estou matriculado em um College e por isso tenho a permissão de trabalho para Part time – 20h/w … bom, minha dúvida é: com essa permissão é possível conseguir trabalhos na minha área de experiência (adquirida no Brasil) ou mesmo com a permissão, precisarei recorrer a subempregos? Não que o sub emprego seja um problema, mas se puder atuar na minha área, melhor!!!
    Obrigado pela ajuda!

  57. Oi Roberto, tudo bem?

    Com a permissão de trabalho você pode trabalhar em qualquer área, desde que seja uma profissão que não seja regulamentada, ou seja, que não precise validar o diploma pra exercer. A única dificuldade de trabalhar na área durante o curso é a falta de flexibilidade no horário, já que o horário do curso é meio aleatório e as empresas normalmente preferem pessoas que trabalhem sempre nos mesmos horários

  58. Anônimo says:

    Olá jovem, tudo bem ?!
    Estou com interesse em me mudar para o Canadá e aceitaria dicas com relação a tudo kkkkkk…..
    se puder falar respondo no email.
    hugo.eng.civ@gmail.com

  59. Anônimo says:

    Olá jovem, tudo bem ?!
    Estou com interesse em me mudar para o Canadá e aceitaria dicas com relação a tudo kkkkkk…..
    se puder falar respondo no email.
    hugo.eng.civ@gmail.com

  60. Unknown says:

    Olá Mariana,
    Estou terminando a graduação em engenharia mecânica, vou comecar o mestrado ainda esse ano. Queria tentar uma bolsa de mestrado em Vancouver (undergraduated, né) você sabe o que eu posso fazer para tornar isto mais fácil? conhece alguem que já conseguiu? obrigada. meu email: larissa.t.albuq@gmail.com

  61. Unknown says:

    Olá Mariana,
    Estou terminando a graduação em engenharia mecânica, vou comecar o mestrado ainda esse ano. Queria tentar uma bolsa de mestrado em Vancouver (undergraduated, né) você sabe o que eu posso fazer para tornar isto mais fácil? conhece alguem que já conseguiu? obrigada. meu email: larissa.t.albuq@gmail.com

  62. Oi Larissa, infelizmente não sei como é o processo pra conseguir bolsas nem conheço ninguém que já conseguiu isso.

  63. Anônimo says:

    Oi Mariana,

    Tenho 20 anos, ainda estou cursando ensino superior em tecnologia da informação, e desde muito tempo cultivo o desejo de ir para o Canadá, seja para uma experiência de trabalho, ou até mesmo para fixar residência.

    Como que funciona em tese a migração? É necessário fazer o curso de inglês para permanecer no pais? Ou, se eu tiver uma oferta de trabalho eu consigo o visto sem problemas?

    Meu e-mail é rinaldo.morgado@outlook.com, entre em contato por favor, tenho mais dúvidas, claro.

    Obrigado desde já.

  64. Mariana, valeu pelas dicas. Ajudou sim.
    Com relação ao planejamento e família, fazendo intercâmbio, acho que não perco, principalmente porque vou aprimorar meu inglês, que também tem contado bastante para o mercado de trabalho em qualquer área.
    Valeu

  65. Olá Mariana gostaria de saber se ai no canada tem ferrovias,que trabalham com manutencao mecanica.pois trabalho na vale do rio doce e gostaria muito de ir para o canada e estou até dando um jeito de arrumar as coisas para k ano q vem no caso em Janeiro ou fevereiro de 2017. Com base no tempo que tenho ,gostaria de saber se com 10 mil dólares conseguiria passar alguns meses tranquilo ai para procurar serviço e alugar casa? Já que o canada diz que a cada semana que vc for passar ai deverá ter em conta 300 dólares por semana. E sera que eu consigo trabalho ma minha area ?? Atualmente estou no quinto periodo de engenharia mecanica,isso poderá me ajudar no processo

  66. Oi Jeferson, no Canadá tem ferrovias sim, mas não sei nada sobre essa área. Eu sei que a vale tem escritórios aqui, e acho que se você já trabalha lá, você pode começar a expressar interesse em vir trabalhar aqui pra própria Vale.
    10 mil dólares daria pra se manter por uns 5 meses. Lembrando que pra conseguir trabalhar no Canadá, você precisará de um work permit.

    Espero ter ajudado.

  67. Renan says:

    Boa tarde, acompanho seu blog e essa matéria me apareceu novamente e veio na hora certa, pois tenho algumas duvidas. Adoro o Canadá e pretendo fazer um intercambio para estudar inglês e conhecer o país e, o principal, tentar conseguir um emprego por aí kkk. Minha duvida, as entregas de curriculo funcionam igual ao Brasil? Só eu entrar em uma empresa e entregar meu Resumé e torcer para que me chamem? E se por um acaso eles se interessarem e eu estiver no Brasil, posso informar meu skype no resumé para contato ou eles fazem por email?

  68. Oi Renan, você pode se candidatar a uma vaga ou simplesmente mandar o currículo pra empresas junto com a cover letter que é uma apresentação sua e da sua carreira. Infelizmente os processos aqui são bem demorados, mas é basicamente isso, manda e espera ser chamado pra uma entrevista pessoalmente ou por telefone. Se você ainda estiver no Brasil eles não chamam não, a não ser que você especifique na cover letter que já está vindo pro Canadá em pouco tempo, e que estará disponível pra uma entrevista em pessoa em breve.

  69. Oi Renan, você pode se candidatar a uma vaga ou simplesmente mandar o currículo pra empresas junto com a cover letter que é uma apresentação sua e da sua carreira. Infelizmente os processos aqui são bem demorados, mas é basicamente isso, manda e espera ser chamado pra uma entrevista pessoalmente ou por telefone. Se você ainda estiver no Brasil eles não chamam não, a não ser que você especifique na cover letter que já está vindo pro Canadá em pouco tempo, e que estará disponível pra uma entrevista em pessoa em breve.

  70. Anônimo says:

    Olá,
    Por favor, tu poderias me mandar por e-mail um modelo de currículo?
    sarah.hartel@gmail.com
    Desde já agradeço.
    Sarah.

  71. Anônimo says:

    Olá,
    Por favor, tu poderias me mandar por e-mail um modelo de currículo?
    sarah.hartel@gmail.com
    Desde já agradeço.
    Sarah.

  72. Olá, tem o modelo no post, é só clicar que ele abre.

  73. […] 03. Dicas pra criar seu currículo […]

  74. Marco Aurélio Lins Maia says:

    Olá Mariana, primeiramente parabens pelo Blog, muito bom!! Não consegui abrir teu CV, você poderia me enviar por email pra ter um modelo?? marco-lmaia@hotmail.com

    Obrigado!

    1. marianacimini@gmail.com says:

      Oi! Atualizei o link. Da uma olhada de consegue baixar agora. Senão eu te mando por e-mail 🙂

Comentários fechados.