Visita ao Brasil: O que mudou

Da última vez que fui pro Brasil fiz um post falando do que achei. Esse post é complementar já que dessa vez fiquei mais tempo, e deu pra sentir um pouco mais sobre o que está acontecendo nas terrinhas quentes brasileiras.

Não posso reclamar nada do clima, tudo foi ótimo, passei um mês e dez dias no Brasil, e só choveu dois dias, e mesmo assim foi apenas uma chuvinha de verão, bem passageira. O clima estava ótimo, quente como eu queria que estivesse, já que quando saí de Toronto estava nada mais nada menos do que -30 com sensação de -37, um pouquinho frio até para os padrões canadenses.
Também não posso reclamar da recepção da minha família e amigos, pois esse tipo de coisa não muda nunca, mas infelizmente tem tantas coisas a se reclamar que esse texto ficará mais negativo do que positivo.

A primeira reclamação é a do aeroporto de Confins, em Belo Horizonte. O aeroporto está todo em obras por causa da Copa, e pelo tanto de obras que eu vi, eu não acho que ficará pronto a tempo. No saguão do aeroporto tinha tratores, britadeiras e muitos operários quebrando tudo e fazendo muito barulho as 4 horas da tarde. O barulho estava tão alto que foi difícil até conversar com a atendente na hora de fazer o check-in na volta pro Canadá. Também por causa das obras, não tem sinalização nenhuma dentro do aeroporto. Se eu não soubesse onde era o guichê da TAM, ficaria perdida andando de um lado pro outro puxando uma mala super pesada no chão todo esburacado do aeroporto. Além do péssimo aspecto que está o aeroporto, os preços abusivos só aumentam. Paguei R$10.50 por um mini pão de queijo e uma coca-cola em lata, se fosse na rua, pagaria no máximo 5 reias, se o lugar também estivesse superfaturando. Já na segunda escala, no Rio (Galeão) nem saí do aeroporto então não sei como está o lado de fora, mas no percurso entre o desembarque nacional e o embarque internacional, a única coisa que tenho a reclamar foi do banheiro que estava muito sujo e com cheiro forte, fora isso, achei legal que eles estavam distribuindo revistas da campanha de leitura, e todos os atendentes do aeroporto foram muito educados.

A segunda coisa é a respeito da segurança. Como já me acostumei com a segurança do Canadá, eu fiquei muito apreensiva a todo momento. Por medo de me desligar do perigo, ficava muito mais ligada nisso o tempo todo. Olhava pros lados o tempo todo, e gelava toda vez que alguém com atitude suspeita se aproximava de mim. Eu não presenciei nenhum tipo de violência, mas vi que em minha cidade a violência aumentou muito. A cidade de apenas 85 mil habitantes estava sofrendo assaltos no comércio diariamente, alguns dias vários ao mesmo tempo, e isso é muito triste.

Voltando ao assunto de superfaturamento nas vendas notei que as coisas estão caras não só no Rio como os protestos estão mostrando, mas em todo lugar está tudo muito caro. Fiquei a maior parte do tempo no interior de Minas, e até lá tudo está absurdamente caro. Comprar roupas virou luxo, uma blusinha lisa sem nada, nem marca por R$50-R$60? As coisas estão realmente muito absurdas. Eu compraria no Canadá na H&M por $5. Comida era uma coisa que eu sempre falava que era barato comparando com Toronto, e hoje em dia eu acho o mesmo preço ou então mais caro. Até no supermercado as coisas estão bem caras.

Uma coisa que senti muita diferença foi a falta de ar condicionado. Em Toronto, no verão, todos os lugares possuem ar, até o transporte público, ou seja, assim como no inverno, só se sente a real temperatura quando está na rua, basta entrar em qualquer lugar, a temperatura é bem agradável, o que não acontece no Brasil.
Senti bastante falta da Dollorama também, onde posso encontrar tantas coisas baratinhas, algumas vezes de qualidade duvidosa, mas na maioria das vezes é bem útil.
Enfim, infelizmente tive uma impressão pior do Brasil nessa última visita, e espero que todas as coisas negativas que vi melhorem até minha próxima visita. Eu torço para que o Brasil volte a ser o país que era antigamente, onde era mais seguro e tudo funcionava melhor. Gostaria de ter mais coisas boas pra contar de lá, mas infelizmente o que ainda me faz amar meu país são as belezas naturais e as pessoas que eu amo e estão lá.

Depois que escrevi esse post me deparei com um vídeo de uma outra brasileira que mora no Canadá e também foi visitar o Brasil e que comenta sobre a experiência. Incrivelmente nós comentamos várias coisas em comum.

2 Comment

  1. Mandy says:

    Ola!!! Obrigada por compartilha o vídeo e as opiniões, rs!

  2. Mandy says:

    Ola!!! Obrigada por compartilha o vídeo e as opiniões, rs!

Comentários fechados.