Mala danificada na viagem, e agora?

Outro dia um vídeo de um passageiro da Air Canada virou viral depois de filmar as malas sendo jogadas do avião pro carrinho na hora do desembarque. O descaso das companias aéreas com os pertences dos passageiros não é nenhuma novidade, é muito comum as malas chegarem quebradas, sujas, molhadas ou com qualquer outro tipo de dano. O vídeo causou muita repercussão e teve mais de 3 milhões de visualizações e notícias no mundo inteiro.

Eu tive problemas apenas uma vez, mas foi o sufiente pra ficar muito descontente com a Delta. voltando do Brasil, com escala nos Estados Unidos, peguei minha mala em perfeito estado e despachei novamente em Nova York, e quando cheguei em Toronto, pra minha surpresa, minha mala estava toda quebrada, faltando pedaço! Sim, estava faltando uma rodinha e a outra estava quase caindo. Tirei foto pra provar! Veja você mesmo.

Quando vi o dano, fui na mesma hora no guichê da Delta, empresa que eu estava viajando e fiz a reclamação. Eu não sabia como funcionavam essas coisas já que nunca tinha acontecido comigo e nunca tive a curiosidade de ler sobre o assunto. Enfim, a funcionária me fez algumas perguntas como quanto tempo eu tinha a mala, por quanto comprei, a marca e coisas desse tipo, e no fim me deu um comprovante dizendo que era pra eu procurar uma loja parceira da Delta pra obter uma nova mala. Tcharannnn uma nova mala pra mim:

Não vou dizer que foi super difícil ou nada assim, na verdade foi fácil, fui na loja, deixei a mala, e eles pediram pra eu voltar em duas semanas pra pegar a mala nova, já que não possuíam nenhum modelo parecido com o meu no momento, e eu não tinha urgência. Uma semana depois, me ligaram dizendo que eu poderia ir buscar a mala. No final das contas peguei uma mala de outra marca mas de mesma qualidade, ou até melhor. Só achei chato perder tempo indo duas vezes na loja que não era nada perto. Também achei horrível ter que sair puxando uma mala quebrada, faltando uma rodinha e as outras emperradas já que peguei o metrô quando cheguei depois de uma viagem interminável de quase 30 horas.

Me oferecera uma mala qualquer que a empresa tinha no aeroporto, pra poder chegar em casa melhor, mas eu tinha tantas coisas na mala que fiquei com preguiça de tirar tudo no aeroporto.

Bom, depois da minha história, vou compartilhar com vocês algumas dicas de viagem com relação a mala.

  1. Confira no site da companhia aérea qual a política de danos.
  2. Deixe a nota fiscal e qualquer papel relacionado a garantia da mala dentro da mesma.
  3. Faça a reclamação com a companhia aérea assim que notar o dano na bagagem.
  4. Anote o nome do funcionário responsável pela queixa e sempre pegue um comprovante ou cópia da reclamação.
  5. Peça por uma mala de emergência no aeroporto se você precisar de uma. Essa dica eu não sabia e achei bem útil. Por exemplo se você está fazendo escala e pretende continuar a viagem e a mala está muito danificada, a empresa aérea pode dar uma mala de emergência. Essa não vai ser da melhor qualidade, mas melhor do que nada. Mesmo pegando essa mala reserva, a companhia aérea ainda é obrigada a consertar ou substituir a mala danificada.

Leia também no site da empresa a política em caso de extravio de mala ou objetos roubados. Ter mais informações é sempre melhor, assim ninguém tenta passar a perna na gente!

4 Comment

  1. Pois é Simone, também fico nessa dúvida. Acho a rígida melhor pra proteger os nossos pertences, mas elas também se quebram mais fácil quando recebem esse tratamento desleixado das cias.

  2. Pois é Simone, também fico nessa dúvida. Acho a rígida melhor pra proteger os nossos pertences, mas elas também se quebram mais fácil quando recebem esse tratamento desleixado das cias.

  3. Anônimo says:

    Mari,tudo bem?

    Muito importante essa informação! Até hoje não consegui escolher o tipo da mala, se rígida ou flexível, por conta desse tratamento dispensado aos nossos pertences pelas cias aéreas. Beijos, Simone

  4. Anônimo says:

    Mari,tudo bem?

    Muito importante essa informação! Até hoje não consegui escolher o tipo da mala, se rígida ou flexível, por conta desse tratamento dispensado aos nossos pertences pelas cias aéreas. Beijos, Simone

Deixe uma mensagem