Homestay: Uma experiência boa

Eu não conhecia o termo homestay antes de fazer intercâmbio, e acreditem, muitos canadenses também não conhecem esse tipo de “negócio”. Sim, na minha opinião é um negócio, já que as famílias ganham dinheiro pra receber estudantes internacionais em troca de um quarto, comida e algumas vezes um pouco de atenção.

Uma das minhas decepções quando cheguei aqui foi a tal da homestay. A comida era ruim, o quarto péssimo, e a família não dava a menor assistência. Muitas famílias levam os estudantes pra passear nos fins de semana, e se envolvem mais com eles, a minha apenas deixava uma caixa de Hungry Man congelada na geladeira pra gente comer no fim de semana. (Hungry man é uma refeição congelada, muito ruim, que custa em torno de $2)

Mas como a vida tem altos e baixos, eu fui visitar Vancouver e me hospedei um uma homestay lá também, e foi uma experiência completamente diferente.

Apesar de ser um business, a família de lá nos tratava realmente como da família. A “mãe” (hostmother) fazia comidas deliciosas, e se sentava na mesa com a gente pra jantar, e essa era a hora do bate papo. Os jantares sempre duravam quase duas horas com direito a vinho pra quem já tivesse terminado o homework 🙂 Além disso, ela também nos levava pra jantar e pra passear, e as vezes até levava pra escola nos dias mais frios.

A casa era muito boa e limpa e eles tinham o maior cuidado pra nos deixar o mais confortável possível. Minha prima foi me visitar em Vancouver, e até uma cama eles providenciaram pra ela, e olha que ela só ia passar dois dias na casa.

Enfim, a experiência foi apenas de um mês, assim como a primeira homestay, mas serviu pra eu acreditar que existem alguns hosts que são realmente bons, e mesmo com a primeira experiência ruim, eu ainda recomendo que quem venha fazer intercâmbio fique pelo menos o primeiro mês nas casas de família.

curta o blog

 

14 Comment

  1. Anônimo says:

    Olá, entrei no seu blog ao procurar algumas informações sobre intercambio no canada, e li alguns posts. Minha duvida, não sei se voce gostaria de responder a isso rs: O dinheiro que voce precisa para se manter no Canada vem somente de seus trabalhos? Ou voce tem ajuda externa? Quando voce foi, foi com todo o dinheiro que precisava, ou foram seus trabalhos que ter permitiram continuar? Te pergunto isso pois fiz algumas pesquisas, gostaria de ficar 1 ano também, mas os valores parecem absurdos e dificeis de se ter de antemão para começar, do tipo que só quem está na classe média alta pra cima pode bancar. Obrigado !

  2. Anônimo says:

    Olá, entrei no seu blog ao procurar algumas informações sobre intercambio no canada, e li alguns posts. Minha duvida, não sei se voce gostaria de responder a isso rs: O dinheiro que voce precisa para se manter no Canada vem somente de seus trabalhos? Ou voce tem ajuda externa? Quando voce foi, foi com todo o dinheiro que precisava, ou foram seus trabalhos que ter permitiram continuar? Te pergunto isso pois fiz algumas pesquisas, gostaria de ficar 1 ano também, mas os valores parecem absurdos e dificeis de se ter de antemão para começar, do tipo que só quem está na classe média alta pra cima pode bancar. Obrigado !

  3. Oi. Quando vim pra estudar inglês eu não conseguia me manter com trabalhos aqui não, mesmo porque eu não podia trabalhar no começo. Mas depois que comecei o college, eu conseguia me manter com o trabalho part-time sim. Tudo depende do seu estilo de vida e do seu empenho em trabalhar. Se o seu plano é college, dá pra estudar e trabalhar o suficiente pra se manter, mas vá se preparando pra não ter muito tempo livre, pois quando não estiver estudando, vai estar trabalhando. Espero ter ajudado. 🙂

  4. Oi. Quando vim pra estudar inglês eu não conseguia me manter com trabalhos aqui não, mesmo porque eu não podia trabalhar no começo. Mas depois que comecei o college, eu conseguia me manter com o trabalho part-time sim. Tudo depende do seu estilo de vida e do seu empenho em trabalhar. Se o seu plano é college, dá pra estudar e trabalhar o suficiente pra se manter, mas vá se preparando pra não ter muito tempo livre, pois quando não estiver estudando, vai estar trabalhando. Espero ter ajudado. 🙂

  5. O Site http://www.homestay.com é confiável?
    Para se contratar um homestay.
    Abraços,
    Marcio Dias

  6. O Site http://www.homestay.com é confiável?
    Para se contratar um homestay.
    Abraços,
    Marcio Dias

  7. Oi Marcio, nunca ouvi falar desse site não…

  8. Oi Marcio, nunca ouvi falar desse site não…

  9. Anônimo says:

    Oi Mariana , tudo bme ?
    Gostaria de saber se você procurou homestay por conta própria ou por uma agência. Localizei o site homestay.com e achei ser seguro.
    Qual sua opinião ?

    Obrigada !! Bianca.

  10. Oi, quando eu fiquei em homestay fechei tudo por agência, e a homestay era afiliada a escola que eu ia estudar. Não conheço esse site pra indicar.

  11. Oi, quando eu fiquei em homestay fechei tudo por agência, e a homestay era afiliada a escola que eu ia estudar. Não conheço esse site pra indicar.

  12. […] experiência foi traumática, mas na seguinte tive sorte. Você pode ler sobre a experiência boa aqui. Enfim, a homestay serviu pra conhecer os primeiros amigos em Toronto, que viraram grandes amigos e […]

  13. […] com os estudantes que moravam lá. Claro que nem todas as famílias são ruins, eu mesma tive uma boa experiência na minha segunda homestay quando fui pra Vancouver. Quando morava no Brasil mudei de casa várias […]

  14. […] com os estudantes que moravam lá. Claro que nem todas as famílias são ruins, eu mesma tive uma boa experiência na minha segunda homestay quando fui pra Vancouver.Quando morava no Brasil mudei de casa várias […]

Comentários fechados.