Como foi o meu Projeto Final do College

Formatura George Brown College

Formatura George Brown College

Dúvidas sobre como é um college no Candá são super frequentes, muita gente pergunta sobre as aulas, matérias, como são os trabalhos, mas fica difícil falar disso porque cada College tem um sistema diferente, e cada curso tem uma carga horária e dependendo da área é focado mais em trabalhos, ou provas ou coisas mais práticas.

O curso que eu fiz, Strategic Relationship Marketing no George Brown College, que foi um certificado de um ano, tinha uma carga horária normal, nada extremamente puxado, com aula quase todos os dias, mas que me permitia ter um trabalho part-time e não ter que morrer de estudar.

Pra todas as matérias tive pelo menos duas provas (Mid term e final) e muitas delas tinham muitos trabalhos em grupo ou individuais.

Pra me formar, além de passar em todas as matérias, eu precisei fazer um estágio obrigatório de quatro meses, e um projeto final que envolvia tudo aprendido durante o curso. Como o meu curso foi de marketing, pro meu projeto final, tive que fazer um planejamento estratégico de marketing para uma empresa real.

No começo do segundo semestre, aqui chamado de term, formamos os grupos pro trabalho final, e tivemos 4 meses pra achar uma empresa e desenvolver o planejamento pra ser apresentado pro cliente e pro professor no final do term.

A maioria dos projetos finais dos colleges relacionados ao marketing são em grupo, e acho que é simplesmente porque os profissionais de marketing nunca trabalham sozinhos, é sempre uma equipe, e o meu grupo foi de 7 pessoas. Outras pessoas de outros cursos e outros colleges relacionados com essa área também tiveram que fazer em grupo, mas não sei se é regra.

A escolha da empresa:

O primeiro desafio que tivemos foi achar uma empresa que topasse compartilhar o seu banco de dados com informações sobre seus clientes, vendas e outros números com a gente. Como o meu grupo era formado por 5 estudantes internacionais e dois canadenses (que não eram de Toronto), não tinhámos a vantagem de ter um conhecido que tinha uma empresa ou algo assim.

Tentamos primeiro com as empresas que fizemos os nossos estágios, e uma delas aceitou, mas quando tivemos a primeira reunião vimos que eles não tinham as características que precisávamos. Olhamos com várias outras empresas meio que fazendo um cold call, ligando ou enviando e-mails pedindo e nada, até que resolvi conversar na ILAC, escola de inglês que estudei antes do college e eles toparam.

Tivemos que assinar um contrato dizendo que não divulgaríamos as informações que eles forneceram, e só depois disso a escola nos deu acesso a informação que precisávamos.

O Projeto

O tema pro projeto era meio abrangente, e o professor ajudou a ir moldando onde queríamos chegar, pra não ficar um trabalho gigantesco. Podiámos fazer um plano de marketing usando qualquer coisa que aprendemos durante o curso, ou um pouco de tudo, e decidimos fazer um plano para analisar os grupos de alunos atuais e passados da escola, pra ver onde estariam os estudantes que dão mais lucro pra escola, e montar um plano de marketing focado nesse grupo. Fizemos todo uma estratégia pra conquistar novos alunos em alguns países específicos e modéstia parte o trabalho ficou bem legal. Eu gostei tanto de fazer esse projeto que até pensei em seguir carreira no marketing de escolas, mas acabei desistindo quando vi o salário deles L

O Tempo de conclusão:

Tivemos 4 meses pra desenvolver o projeto inteiro, e o tempo foi bem apertado, pois demoramos a conseguir uma empresa que topasse, e ainda tinhamos aula normal das outras matérias, e era difícil conciliar o horário de todo mundo pras reuniões. Eu trabalhei part-time durante o curso e continuei trabalhando durante o projeto final, mas não é todo mundo que consegue conciliar trabalho, estudo, provas, e o projeto final, e também não é todo curso que é tranquilo como o meu foi.

Apresentação final:

Pra apresentação convidamos uma pessoa do departamento de marketing da ILAC e o professor também estava presente. Foi tudo como se fosse uma reunião mesmo, nada da sala inteira assisindo, somente o grupo, o cliente e o professor em volta de uma mesa com a TV mostrando a apresentação. Passamos com A+ e fomos super elogiados pelo projeto.

4 Comment

  1. Nino says: Responder

    Oi, Mari! Parabéns pelo Blog, é muito maneiro!!
    Eu e minha esposa já acompanhamos há algum tempo e sempre tem muita coisa boa por aqui! ^^

    Estou pensando justamente em fazer Strategic Relationship Marketing no George Brown.

    No final do Curso, qual sua opinião? Valeu a pena? Se fosse fazer de novo, escolheria outro?

    Eu vi no programa deles que tem umas matérias de banco de dados que parecem até usar programação. É isso mesmo? As matérias em si são super difíceis?

    Com relação ao estágio, vocês mesmos que tiveram que conseguir? Tiveram algum suporte do College nessa busca?
    Sei que você já falou um pouco do seu trabalho, mas poderia falar um pouco mais?
    Como foi pra conseguir um estágio/emprego que se enquadrasse no co-op? Era remunerado?

    Espero que você consiga responder algumas das perguntas.

    Muito obrigado!

    1. Mari Cimini says: Responder

      Oi Nino, se fosse hoje eu talvez escolheria outro curso sim, mas acho que minha frustração seria a mesma em qualquer curso. O problema é que os colleges são bem básicos, não ensinam nada a fundo, principalmente pra quem já tem uma graduação em uma área parecida. Mas isso é só a minha opinião mesmo.

      O programa tem matéria de banco de dados sim, ensina o básico de SQL e dá uma noção de como criar um banco de dados, mas é tudo bem tranquilo, nada super difícil.

      Com relação ao estágio, o college tem uma página onde eles postam várias vagas disponíveis, e você tem que correr atras pra aplicar. Eles dão um treinamento de como se comportar na entrevista, como montar o currículo, mas quem tem que ir atrás dos jobs é você mesmo.

      O meu co-op não foi remunerado, aliás a maioria não é. Até consegui uma oferta de um que era remunerado, mas era muito longe e eu achei que não valia a pena pelo custo com o deslocamento.

      Espero ter ajudado, abraço

  2. Ligia F says: Responder

    Oi, Mari, tudo bem?
    Uma vez que você terminou o college, mesmo ele sendo básico (como você explicou no comentário acima), foi tranquilo arrumar um emprego depois? Você conseguiu a residência permanente já? Como foi?

    Obrigada e parabéns pelo blog!

    1. Mari Cimini says: Responder

      Demorei um tempo pra conseguir um emprego, e mesmo assim a minha experiência de trabalho no Brasil contou mais do que o College em si. O que mais contou no college foi conhecer os professores que são profissionais da área e puderam dar dicas e referência e indicar vagas de trabalho.

      Consegui a residência permanente sim, tem alguns posts contando a minha experiência aqui no blog 🙂

Deixe uma mensagem