Niagara Falls: Uma cidade que você não pode deixar de visitar

Olhando umas fotos antigas percebi que nunca fiz um post sobre a querida cidade de Niagara Falls, uma cidadezinha super turística que é passeio obrigatório pra quem vem a Toronto.

Eu sei que estou atrasada pra esse post, e pra sair da mesmice, já que existem milhões de blogs que já falaram desse lugar, vou dar dicas mais práticas e informações sobre a cidade.

Quando visitar:

Sempre recebo perguntas sobre o inverno, muita gente fica com medo de visitar algumas atrações durante os meses mais frios, mas garanto que visitar Niagara Falls vale a pena em qualquer época do ano. No inverno, você poderá ter a chance de ver as cataratas congeladas, que é um fenômeno a parte, se agasalhe bem e em camadas, e prepare-se pra ficar muito tempo ao ar livre, pois a maioria das atividades são abertas. Uma dica pra esquentar é ir em várias das atrações da cidade, como restaurantes, casas de terror, lojinhas, museu de cera e mais.

Verão e Primavera: O período de alta temporada é de maio a agosto, que é o verão e primavera canadense. Nessa época tem festivais na cidade, fogos de artifício aos domingos, shows e muitas atividades, mas prepare-se para o calor e para ver muitos turistas e filas por todos os lados. Na primavera, as flores tomam conta da cidade e deixam tudo com um ar ainda mais especial.

Outono: No outono (setembro a novembro) as temperaturas vão caindo, mas as árvores amarelas e vermelhas dão um charme especial pra cidade. Nessa época é sempre bom levar um casaquinho, pois costuma esfriar durante a noite.

Inverno: Como falei anteriormente, o inverno em Niagara Falls pode ser bem frio, prepare-se pra ficar muito tempo exposto ao frio, mas não deixe de ir por causa disso, vale a pena.

Quanto tempo ficar:

Niagara é uma cidade pequena e bem turística. Eu nunca passei mais de uma noite na cidade e acho bem tranquilo ir e voltar no mesmo dia, mas se você tiver oportunidade de passar a noite é bem legal ver as cataratas durante a noite, e andar pelas ruas do centro. Acho que mais de dois dias na cidade é perca de tempo, eu recomendaria um dia e uma noite em Niagara Falls, e na volta, uma passada em Niagara On The Lake, uma outra cidadezinha super fofa cheia de vinhedos.

Sobre as cataratas:

São 3 quedas d’água, a Horseshoe Falls (Ferradura), American Falls (catarata do lado americano) e a Bridal Veil Falls (Véu de noiva). A Ferradura fica na divisa entre Estados Unidos e Canadá, já as outras duas ficam do lado americano, e por isso, a vista mais bonita é do lado canadense.

Curiosidades:

Se você acha que vai achar referências ao desenho do pica-pau por todos os lados, diminua suas expectativas, pois infelizmente não tem nada por lá sobre o desenho. Só a capinha amarela do lado americano, mas nada de barril descendo. Uma curiosidade é que em 1901, uma professora realmente desceu as cataratas em um barril e sobreviveu. Desde então, 14 pessoas já tentaram descer as cataratas, alguns sobreviveram, outros infelizmente não resistiram.

O que fazer em Niagara Falls:

Pra quem quer uma aventura, uma opção é fazer o passeio por trás das cataratas, eu nunca fiz, mas parece bem legal e está na minha lista de passeios futuros. Pros mais conservadores, um passeio legal é o Maid of the Mist, o barquinho que vai bem pertinho das cataratas – prepare-se pra se molhar muito!

A cidade tem muitas coisas pra fazer, é só andar pela rua principal pra achar várias coisas legais. As fotos são antigas, tô com carinha de menininha, mas eu ainda sempre ando por essa rua e ainda paro nesses mesmos lugares.

Deixe uma mensagem