Morar fora

Eu ia escrever sobre a experiência de morar fora, mas esse texto se encaixa tão perfeitamente que achei melhor só colocá-lo. Eu posso dizer que amadureci muito quando mudei do interior pra capital, mas a experiência de morar no exterior foi diferente, pude realmente me conhecer e aprendi a dar valor à pequenas coisas que eu nem me importava antes.
Hoje, dou valor à um dia de sol, à natureza, ao passeio no parque, às pessoas super educadas, à uma paisagem bonita, às fotos de tudo e todos, à amizade, e principalmente à família, que não importa onde eu estiver, estarão sempre de braços abertos me esperando voltar.

MORAR FORA

Não é apenas aprender uma nova língua.
Não é apenas caminhar por ruas diferentes ou conhecer pessoas e culturas diversificadas.
Não é apenas o valor do dinheiro que muda.
Não é apenas trabalhar em algo que você nunca faria no seu país.
Não é apenas conquistar um diploma ou fazer um curso diferente.

Morar fora não é só fazer amigos novos e colecionar fotos diferentes.
Não é só ter horários malucos e ver sua rotina se transformar.
Não é só aprender a se virar, lavar, passar, cozinhar.
Não é só comer comidas diferentes, pagar suas contas e se preocupar com o aluguel.
Não é só não ter que dar satisfações e ser dono do seu nariz.
Não é só amar o novo, as mudanças e também sentir saudades de pessoas queridas e algumas coisas do seu país.
Não é apenas já saber que é alguém do Brasil ligando quando toca seu celular e aparece numero privado.
Não é só a distância.
Não são apenas as novidades.
Não é só uma nova vista ao abrir a janela.

Morar fora é se conhecer muito mais…
É amadurecer e ver um mundo de possibilidades a sua frente.
É ver que é possível sim, fazer tudo aquilo que você sempre sonhou e que parecia tão surreal.
É perceber que o mundo está na sua cara e você pode sim, conhecê-lo inteiro.
É ver seus objetivos mudarem.
É mudar de idéia.
É colocar em prática.
É ver sua mente se abrir muito mais, em todos os momentos.
É se ver aberto para a vida.
É não ter medo de arriscar.
É aceitar desafios constantes.
É se sentir na Terra do Nunca
É querer voltar e não conseguir se imaginar no mesmo lugar.

Morar em outro pais é se surpreender com você mesmo.
É se descobrir e notar que na verdade, você não conhecia a fundo algo que sempre achou que conhecia muito bem: Você mesmo!

– Autor desconhecido

7 Comment

  1. Mari Cimini says:

    Oi Majuzinha, não fique presa a um lugar por medo, sei que é difícil tomar a decisão, mas depois que começa nunca mais vai querer parar, e ainda vai ver que todo o medo foi bobagem. 🙂

  2. Mari Cimini says:

    Oi Majuzinha, não fique presa a um lugar por medo, sei que é difícil tomar a decisão, mas depois que começa nunca mais vai querer parar, e ainda vai ver que todo o medo foi bobagem. 🙂

  3. Majuzinha says:

    Lindo Post, tenho vontade de viajar e nunca tive coragem. Acho que é muita emoção, quando se muda não volta jamais a origem, sempre aprendemos, amadurecemos.. tudo muda!
    @majucyara
    http://mvsantos.blogspot.com

  4. Majuzinha says:

    Lindo Post, tenho vontade de viajar e nunca tive coragem. Acho que é muita emoção, quando se muda não volta jamais a origem, sempre aprendemos, amadurecemos.. tudo muda!
    @majucyara
    http://mvsantos.blogspot.com

  5. Mari Cimini says:

    Obrigada pelo carinho Yvys

  6. Yvys Bertuce says:

    Que show de post.
    Parabéns!

  7. Yvys Bertuce says:

    Que show de post.
    Parabéns!

Deixe uma mensagem