Vancouver – Uma experiência única

Quando cheguei em Toronto, fui informada na escola que poderia estudar ou trabalhar também em Vancouver, já que a escola que eu estudei tem um campus em Toronto e outro em Vancouver. Como comecei a trabalhar antes dos seis meses, o plano inicial de estudar em Toronto e trabalhar em Vancouver foi abortado. No final das contas só sobrou um mês para estudar em Vancouver. Sem pensar duas vezes, comprei a passagem, fechei um mês de hospedagem em uma homestay e fui.

Como não conhecia Vancouver, comprei apenas passagem de ida, com a possibilidade de se eu gostasse muito da cidade, ficaria por lá mais um tempinho até meu visto vencer, mas senti falta de Toronto e acabei voltando em um mês.

Vancouver é uma cidade maravilhosa, sem dúvidas é um dos lugares mais lindos que já visitei, e lá tive a oportunidade de conhecer mais coisas incríveis. Mas se é tão bom, por que eu voltei pra Toronto em um mês? Acontece que eu escolhi uma época muito ruim pra ir, Vancouver tem o apelido de Raincouver, e o apelido faz jus a cidade, chove MESMO! Em um mês de passeio, choveu praticamente todos os dias, e eu não sou nem um pouco fã de chuva. Além disso, como era o comecinho do inverno, os dias eram bem curtos, e as 3 horas da tarde já estava escurecendo, e quando eu saía da escola já não dava mais tempo de aproveitar os passeios a luz do dia.
 


Tirando esses detalhes que me fizeram voltar, tive as melhores experiências em Vancouver, e recomendo a todos que puderem visitar a não perderem essa oportunidade. Infelizmente não fui na Grouse Mountain e Victoria, pois por causa do inverno não era recomendado o passeio, mas fui em Whistler, o lugar que eu mais gostei no Canadá. Lá visitei a cidade, e também pratiquei snowboad (ou seria melhor dizer fiquei rolando no chão com a prancha nos pés).

Apesar da chuva, o inverno em Vancouver é bem mais ameno do que o de Toronto, e nos fins de semana entre uma pancada de chuva e outra, eu sempre passeava no Stanley Park ou no Elizabeth Park. A impressão da cidade é de uma cidade muito mais tranquila do que Toronto. As pessoas são mais esportistas e gostam mais de aproveitar as belezas naturais, e são tão receptivas quanto os Torontonianos.

 
 

5 Comment

  1. Linha do tempo - A minha trajetória no Canadá - vireicanadense says:

    […] pra começar o período de trabalho.Setembro 2011 – Voltei pra EscolaNovembro 2011 – Fui pra Vancouver estudar o meu último mês.Dezembro 2011 – Decidi cursar College no Canadá e iniciei os […]

  2. Homestay: Uma experiência boa - vireicanadense says:

    […] como a vida tem altos e baixos, eu fui visitar Vancouver e me hospedei um uma homestay lá também, e foi uma experiência completamente […]

  3. Homestay e Outras Moradias - vireicanadense says:

    […] ela chegava do trabalho), e ela se mudou. Eu continuei nesse basement morando sozinha até ir pra Vancouver. Outro fator que me fez não gostar dessa casa é que dava pra ouvir todo o barulho dos […]

  4. Homestay e Outras Moradias - vireicanadense says:

    […] ela chegava do trabalho), e ela se mudou. Eu continuei nesse basement morando sozinha até ir pra Vancouver.  Outro fator que me fez não gostar dessa casa é que dava pra ouvir todo o barulho dos […]

  5. Internship Program - vireicanadense says:

    […] O tempo foi passando, e eu ainda teria mais quatro meses pra estudar quando terminasse o trabalho. Foi nessa época que descobri a desvantagem do internship. Meus amigos da escola começaram a ir embora, e eu fui ficando sozinha. Os amigos da loja eram legais, mas não eram compania pra toda hora, foi então que resolvi voltar pra escola. Tive que assinar um termo de compromisso pra poder trabalhar e estudar ao mesmo tempo, dizendo que isso não comprometeria meu aprendizado, e voltei pra escola. A partir daí tudo voltou ao normal e como fiz todas essas mudanças entre trabalho e estudo, sobrou apenas um mês pra passar em Vancouver. […]

Deixe uma mensagem