Imposto de Renda no Canadá

Estamos naquela época do ano… a época de fazer o imposto de renda! Sim, no Canadá também temos que fazer isso, e é obrigatório a todos que tem renda declarar. Mesmo que você não tenha renda, é recomendável declarar, pois você pode receber benefícios e reembolso de outras taxas. O prazo para a declaração é até dia 30 de Abril e o período a se declarar é de janeiro a dezembro do ano anterior.

Residentes temporários (estudantes e trabalhadores), residentes permanentes e canadenses devem declarar seus impostos pagos todos os anos sem excessão, desde que possuam o SIN number válido.

Para os que não possuem renda ou a renda é baixa, o CRA (Canada Revenue Agency) recomenda declarar assim mesmo, pois além de ficar isento do imposto sobre a sua renda, você pode declarar gastos e receber uma restituição por isso, por exemplo nos passes do transporte público, imposto sobre produtos (HST), despesas médicas, despesas com educação, aluguel. Além disso, quanto mais cedo começar a declarar é melhor pois quando você declara o imposto pela primeira vez você se torna elegível para o fundo de previdência, que aumenta a cada ano, ou seja, quanto mais cedo começar, mais poderá contribuir. Ah, e se você investir no fundo de previdência, você também ganha restituição no imposto de renda!

A primeira vez que você faz seu imposto de renda aqui no Canadá, é necessário fazer e enviar tudo pelo correio, mas a partir da segunda vez tudo pode ser feito online e caso você receba reembolso, o que normalmente acontece, o valor pode ser depositado diretamente na sua conta do banco depois de preencher o formulário de direct deposit.

Nos meus primeiros anos, eu paguei um contador pra fazer pra mim, já que como residente temporária (com o SIN começando com 9) eu não podia fazer online usando os softwares autorizados pelo CRA (Canada Revenue Agency), e esse ano resolvi parar de pagar o contador e fazer eu mesma, e digo uma coisa, valeu super a pena! Fazendo o processo online, a restituição chega em duas semanas e com isso aprendi mais sobre os impostos, o que ganha restituição e o que me faz ter que pagar.

Atualização: Alguns leitores disseram que conseguiram enviar a declaração online mesmo com o SIN temporário depois da primeira vez enviando por papel. Eu procurei mais informações online e não consegui encontrar, então eu acho que agora dá pra enviar online sim.

O processo é bem simples, e o próprio CRA explica direitinho cada sessão. Você não precisa transmitir cópia de nenhum comprovante ou documento, apenas os formulários, mas deve guardar tudo pois se caso for auditado, aí terá que apresentar todos os documentos e comprovantes. E sim, as auditorias acontecem, eu conheço várias pessoas como a gente que foram auditadas!

O que você pode/deve declarar:

Renda anual: todo ano, no começo de fevereiro, as empresas enviam aos seus funcionários o formulário T4, que especifica quanto você ganhou no ano, quanto pagou de cada tipo de imposto. Se você fizer seu imposto de renda sozinho, vai ver que todas as informações do T4 são incluídas no formulário.

Aluguel: Guarde seu contrato ou comprovantes de pagamento de aluguel, eles podem entrar na declaração.

Despesas médicas: Se você precisou pagar por algum tratamento ou despesa médica que o OHIP não cobre, essas despesas também podem entrar na declaração.

Metropass ou Presto Card: Guarde todos os seus passes mensais do transporte público, eles também entram na restituição.

Mensalidades escolares: Se você estuda no canadá, despesas com mensalidade, material e livros devem ser declarados. Os colleges enviam para os estudantes também no começo de fevereiro o formulário com todos os gastos do ano com tuition (T2202A form), e você pode incluir os livros (e guarde os recibos!)

Acho que escolas de inglês não contam pra essa sessão, mas college conta com certeza.

Eu preenchi o formulário de declaração no ufile e turbotax, que foram os dois programas que a maioria das pessoas que eu conheço usam. Preenchi nos dois só pra ver se tinha alguma diferença entre o tax return de um e de outro, e o valor que eu receberia foi o mesmo. Dá pra calcular tudo, e só depois de ver quanto você vai receber/pagar que você faz o pagamento pelo serviço e transmite o formulário.  O legal de fazer por conta própria é que dá pra entender melhor os gastos que você deve ou não declarar (por exemplo, eu não sabia que poderia declarar gastos com aluguel ou mudança). Dá também pra brincar com os números pra ver o que você pode fazer pra melhorar seu retorno no ano seguinte. Por exemplo, ano passado eu não comprei o metropass todos os meses, e perdi o comprovante de outros, mas mexendo nos números eu vi que ganho um retorno maior se tivesse os 12 meses de metropass.

Fazer a declaração por conta própria não é difícil, mas se você tem rendas extras, imóveis, investimentos, eu acho que acaba sendo melhor contratar um contador.

Photo by Régis Leroy

13 Comment

  1. Gabi Padilha says:

    Poxa, se ele era meio enrolado melhor não indicar mesmo haha
    Bom saber sobre o H&R também, vou atrás de um contador então.
    Super obrigada!

  2. Mariana Cimini says:

    Oi, é o RRSP

  3. Anônimo says:

    Oi Mariana,

    Qual é esse fundo de previdência que vc começa a ser elegível quando declara o IR?

  4. Mariana Cimini says:

    Oi Gabi, infelizmente o meu contator era bem enrolado, e não me sinto muito a vontade indicando ele. Já ouvi falar que o HR&Block não é muito bom, que eles cometem muitos erros. O ideal é fazer com um contador mesmo.

  5. Gabi Padilha says:

    Mari, incrível como você sempre tem um post para minhas dúvidas! 🙂
    Esse ano vai ser o meu primeiro para declarar e não queria fazer sozinha.
    Gostaria de saber se você poderia indicar esse contador que contratou nos primeiros anos. Estava pensando em ir na HR&Block, mas como não tenho referência nenhuma deles, seria melhor começar com alguém indicado.
    Obrigada!

  6. Mariana Cimini says:

    Oi Lis, sério? Que estranho… você envia online ou por papel? Quando tentei fazer pelo ufile com o SIN temporário foi essa mensagem que apareceu pra mim, que não dava por causa do SIN…

  7. Mariana Cimini says:

    Este comentário foi removido pelo autor.

  8. Mariana Cimini says:

    Consegui sem nenhum problema enviar com o SIN novo. Pelo que eu li, com o SIN temporário não dá pra enviar pelo ufile online, por isso talvez não tenha dado certo antes pra vocês. Mas uma outra menina aqui embaixo disse que faz pelo ufile então não sei… as informações que vi no CRA eram que não dava… enfim… Vamos combinar algo sim! 🙂

  9. Mariana Cimini says:

    Consegui sem nenhum problema enviar com o SIN novo. Pelo que eu li, com o SIN temporário não dá pra enviar pelo ufile online, por isso talvez não tenha dado certo antes pra vocês. Mas uma outra menina aqui embaixo disse que faz pelo ufile então não sei… as informações que vi no CRA eram que não dava… enfim… Vamos combinar algo sim! 🙂

  10. Lis Melo says:

    Eu sempre fiz minhas taxas pelo Ufile, e nunca paguei nada. Sou estudante internacional..=/

  11. Lis Melo says:

    Eu sempre fiz minhas taxas pelo Ufile, e nunca paguei nada. Sou estudante internacional..=/

  12. Caroline Dittmar says:

    Amiga, até hoje sempre fizemos por conta, mas não conseguimos enviar por Netfile. Todas as vezes tivemos que mandar por papel. Você agora falando que conseguiu enviar via sistema, penso que seja pq o nosso é em casal. Pensava que era por conta de ser o primeiro no de 2014 e por termos trocado de SIN agora no de 2015. Vamos ver como vai ser o do ano que vem :/ Ótimo post!! Saudades!! Vamos combinar alguma logooo!! Bjos.

  13. Caroline Dittmar says:

    Amiga, até hoje sempre fizemos por conta, mas não conseguimos enviar por Netfile. Todas as vezes tivemos que mandar por papel. Você agora falando que conseguiu enviar via sistema, penso que seja pq o nosso é em casal. Pensava que era por conta de ser o primeiro no de 2014 e por termos trocado de SIN agora no de 2015. Vamos ver como vai ser o do ano que vem :/ Ótimo post!! Saudades!! Vamos combinar alguma logooo!! Bjos.

Deixe uma mensagem