ilusao de morar no canada

6 Illusions about moving/ immigrating to Canada

ilusao de morar no canada

“Canada is a beautiful country that receives immigrants with open arms; there are so many opportunities for newcomers; and the best candidates will be selected and brought to the country”. Those are just few of the news circulating worldwide and shared a million times on social media, but the truth is, if you search a bit, you’ll see that it’s not as easy as the media tries to show.

I see so many people with the illusion that you can just buy a ticket and simply move to Canada, just like that, and once you get here, a job offer will be handed at the airport, and shortly after you will buy a beautiful house and a bunch of stuff. If you think moving to Canada is that easy, sit back and read this post. I will list the 6 biggest illusions people have about living/ immigrating to Canada:

Coming to Canada is easy

If you are planning to come as a tourist, yes it is easy, but even as a tourist you’ll need a visa, and this visa can be denied. The main reason for denying Canadian visas is the lack of thighs with your home country (proof of work, study or anything that proofs you will go back home after visiting).

Just as the tourist visa, the student visa can also be denied, and the main reasons are insufficient funds to support your stay/study and again the lack of thighs with your home country. To get a visa approved, you’ll need to provide all the required documents on your application, and be consistent about it. And remember, students and visitors CANNOT work during the stay, unless previously approved by immigration.

People who have an American visa or had a Canadian visa in the past 10 years can apply for the ETA to enter in Canada, it is easier, faster and cheaper to apply, but this doesn’t guarantee you will get your entry approved.

And if you plan to move to Canada, the process is way more complicated, and you’ll need to go through the process of permanent residence, so no, you can’t just get in a plane and move to Canada.

Finding a job is easy peasy

Another illusion is that finding a job without being in Canada is easy. I receive several emails daily asking how to get jobs in Canada, and when I ask more information, people tell me they are not in the country and don’t even have a work permit. People think that they will send a resume, a company will like them, hire right away and do all the paperwork to bring them to the country. To do that, the company needs to sponsor an employee (LMIA) and this process is expensive and complicated.

Even if the process were a bit less complicated, companies would never hire overseas without knowing the person and his/her skills. Nobody would bring someone to the country just based on a resume and a phone interview, unless this person was referred and work in a very specific field that is in demand in Canada.

If you are counting on that to get a job and move to Canada, or if you think you will come as a visitor and get a job in order to stay, forget it and start planning another way to come: Save money, research immigration alternatives, contact a immigration consulting company.

I’ll get rich in Canada

Canada is not US, I will start this topic saying that. The wages in the US are higher and a lot of people used to go there to make a lot of money in a short period, but unfortunately Canada is not the same. Here we have a better quality of life and free healthcare, but we do not get paid as well as people in the US.

The minimum wage in Ontario just went up to $14/hour, and if you work 40 hours/week you’ll technically make $2,240/month, this would be enough to survive. But you have to account for the taxes, and also for the fact that it will take some time to get a job; and even if you get one fast, it will most likely to be part time at the beginning.

So don’t think you will arrive, get a job fast and make a good living. It will take some time for settling and you will need a good money reserve to survive until you get stable.

I’ll get the same/better job as I had back home

Even if you have a million years experience in some field back home, when you arrive in Canada you’ll have to step down in order to get a job. Unfortunately here you are just one more in the pool of candidates, and you’ll have to proof yourself to get where you want to be. I’m not saying start from the bottom all over again, but you’ll probably need to apply for jobs on a lower level than your previous job, and sometimes even entry level jobs in the field.

Study in a Canadian College to automatically immigrate

The current immigration system is point based, and if you have enough points, you receive the invitation to apply. I think it’s a fair system that gives you the chance to improve in some areas in order to get the invitation.

One way to increase points is studying in a Canadian institution, and a lot of people think this is enough, but they forget to simulate the points to see the real chances. Studying in Canada does not guarantee immigration, only helps with some points, and if not planned well, it will be just an expensive diploma/certificate that you’ll take back home and hang on the wall.

Having a comfortable life in your home country is not the same as having a good life in Canada

I’m from Brazil, and being a middle class I was very spoiled. And this is not just me, it’s everyone. We are spoiled in the sense that we always have someone to do things for us, maids to clean the house, handy man to fix broken things, a guy for this, a girl for that, and we pretty much don’t have manual skills ourselves to do anything on our own.

Other than that, the cost of living is very different, and we can’t keep up with the same lifestyle, we have to step down again, and start to live in a simpler life, specially in the first years in Canada.

You’ll live in a smaller house, you’ll buy cheap/ second hand furniture, fix your own things and work a lot! Way more that you worked before, and that’s because you’ll start value your money more, specially if you are paid by the hour. Don’t worry, it’s not all bad, and after few years, life will get better, you’ll get a better job, and will be able to afford more things. And the most important, you’ll get used to a simpler life, and will like it!

I’m writing this post, now in English too, because those are the most common things I hear from people who are planning to come to Canada, and I would like to help breaking this fantasy wall and bringing people closer to reality. The most important on the immigration process is research a lot, read all the official sources of information like CIC, look for all possibilities and make plans A, B, C and D. Do your homework and it will pay off.

114 thoughts on “6 Illusions about moving/ immigrating to Canada

  1. João Francisco says:

    Boa tarde pessoal, olha amigos o meu caço é mesmo procurar melhor qualidade de vida para minha família eu vivo em Angola parece que eu sou estrangeiro no meu próprio pais as oportunidades não é dada para todos. se alguém tiver uma ajuda para mim estou disponível.

  2. Mari Cimini says:

    Oi Rui. Você pode entrar com o passaporte europeu sem necessidade de visto para turistas. Pra morar aqui o processo é o mesmo pra todas as nacionalidades.

    Abraço.

  3. H.Rui R. Silva says:

    Ola, Mari. Como é a entrada de Portugueses no Canada? A mesma facilidade que se tem na Europa? Atualmente estou no Brasil e já sou aposentado, só irei me mudar após um estudo profundo e por melhor qualidade de vida. Grato por sua atenção.
    Rui Silva

  4. Duda Costa says:

    Heey, Mari! Bem, eu estou mt interessada em fzr medicina no exterior, e o Canadá está sendo meu preferido até agora. É possível?
    Eu sei q não é só chegar q vai ter alguém me esperando com a chave da casa pra me dar de presente de boas vindas e nem que arranjarei um emprego de uma hora pra outra, por isso sentei com a minha família e lhes disse não seria apenas o dinheiro da passagem, mas tbm para ter um teto e me manter até que eu possa conseguir um emprego, me estabilizar, me adaptar. Então eu gostaria de saber todos os detalhes, sobre conseguir um cantinho, custo de vida, faculdades, empregos, etc. Eu quero saber sobre tudo, sem deixar nada pra trás, pra eu não chegar e ter uma surpresa. Então, por favor, se puder, não só quebrar o galho, mas o tronco todo, eu serei eternamente grata à você. Estarei à espera de uma resposta com um caderno e uma caneta pronta pra anotar tudinho, até dicas e conselhos.
    Grata,
    Duda Costa.

  5. Paula Marchesan says:

    Mariana, teu blog é show! E esse post então, incrível! Acho que as pessoas realmente precisam de um choque de realidade, de vez em quando. Só porque é fácil para alguns, não significa que outros não ralem muito para isso! Enfim, uma dúvida… Tu fez o college público ou privado? Tenho lido muito sobre isso e como sou formada (não na área de demanda, infelizmente) e falo inglês, eu acho que um público se encaixaria mais, não é? Digo isso pela possibilidade de melhor qualificação. O que achas?
    Ah, e abusando um pouquinho! Mesmo fazendo um college público e podendo trabalhar full time after the time of studies, consigo trabalhar part time durante o período de estudos?
    Obrigada!!

  6. Mari Cimini says:

    Oi! Eu sei que contabilidade é uma profissão regulamentada que precisa de um certificado pra trabalhar, mas infelizmente não sei informações a fundo a respeito.

  7. Karine says:

    Mari, amei suas colocações, muito bem colocadas e ponderadas. Realmente o processo de migração para outro país não é nada fácil e é importante pensar mais nos pontos de dificuldades que infelizmente a maioria dos blogs não informam. Acabei de regressar ao Brasil apos 6 meses em San Diego na Califórnia e assim como vc relatou sobre o Canadá, também vivenciei em San Diego. Conhecer e viver outro país é uma experiencia maravilhosa mas não é conto de fadas, são momentos difíceis, principalmente por ficar longe da família e amigos, por não ter a mesma colocação que vc tem no seu país e por não ser reconhecido como cidadão. Para finalizar quero te parabenizar, pois esse tipo de informações são de extrema importância.

  8. Edwiges says:

    Oi mariana! Sou formada em direito no Brasil, mas nao quero continuar na area. Vi uns cursos de college com duração de 3 anos mais 1 ano de working experience na area de business administration (ele confere advanced diploma). Eu queria mesmo uma universidade, mas é muito cara, então essa opção me atraiu bastante por ser financeiramente possível pra mim e ter uma duração maior (acredito q sairia mais bem qualificada). Enfim, minha duvida eh a seguinte: como tenho formação em direito (ou seja, serve pra nada aí hahaha), um college como esse de business ( 3 anos mais estágio) em uma instituição como a George browns me permitiria ser bem vista pelos empregadores canadenses da área? Outra coisa: ha um site onde possamos ver o sistema de pontuação.? Porque eu realmente considero erra possibilidade, mas fiquei temerosa apos ver que alguns fizeram college e tiveram que voltar. Seria muito triste estudar 3 anos, estagiar, trabalhar e ter que voltar. Desculpe a pergunta enorme. Grata desde ja.

  9. Ewelyn Francioni says:

    Oi Mari, estou pesquisando e querendo algumas dicas. Adorei seu blog e com certeza olharei todos os posts rs. Você sabe algo a respeito da profissão de contador no Canadá? Queria saber se teria algum valor, nem que mínimo rs. Acredito que seja um pouco diferente por causa das legislações, mas enfim.

  10. Ana Carolina says:

    Tenho uma dúvida e se alguém puder responder agradeço imenso. Posso me inscrever para o express visa e ao mesmo tempo pedir um visto de estudante para fazer uma pos graduação lá?

  11. Mari Cimini says:

    Oi Marcos. Direito é uma área complicada aqui no Canadá por causa das leis diferentes. O que eu sei que pessoas da área de direito fazem aqui pra poder continuar na área é começar fazendo um curso de paralegal e com essa base começam o curso de direito, mas infelizmente não sei como funciona o processo de validação do diploma pra essa área.

    Como professor você tem chances pra imigração, mas não sei como é a demanda pra dar aulas aqui.

  12. Marcos Paulo Assunção says:

    Olá Mariana,
    Entendo bem o que quis dizer em seu post e concordo plenamente. Em 2013 participei de um processo seletivo e ganhei uma bolsa de estudos do Governo do Canadá para estudar aí um semestre. Morei em Halifax, NS e me apaixonei pelo Canadá porque foi tudo muito maior que sonhei e imaginei. Voltei para o Brasil para terminar meu curso de Direito, terminei e atualmente advogo. Ocorre que, por mais que veja perspectivas de sucesso profissional aqui no Brasil, a qualidade de vida do Canadá é algo que dinheiro algum compra para ter o mesmo no Brasil. Me lembro de andar de madrugada pelas ruas com a carteira em uma mão e o celular na outra sem medo de ser assaltado.
    Pensando nisso pretendo voltar e sonho em me tornar canadense. =)
    Gostaria da sua sincera opinião e possíveis direcionamentos. Sabendo que o sistema jurídico é bem diferente, você saberia me dizer ou tem a sugestão de algum site, de quanto tempo levaria um curso de adaptação/validação profissional para que eu prestasse o BAR Exam da província que eu pretenda morar?
    Outro ponto: no Canadá passei a amar a carreira de professor universitário e hoje estou fazendo especialização aqui no Brasil e pretendo conseguir ingressar em um mestrado na área de ciências políticas ou Direito Internacional para começar a dar aulas aqui no Brasil. Você acredita que como professor (profissão que está na lista do CIC) será real a possibilidade de estar legalmente no Canadá?
    Desde já, obrigado!

  13. Mari Cimini says:

    Oi Francy, existem empresas confiáveis que trabalham com imigração sim. Eu acho que vale a pena usar esse serviço sim, pq imigração é bem complexo. Eu não usei mas gastei horas pesquisando sobre o assunto. Se quiser posso te indicar uma empresa de confiança. Abraço

  14. Francy Rosrigues says:

    Oi Mariana, parabéns pelo blog.
    Estou pretendendo mudar para o Canadá, com minha família. Morei alguns anos nos EUA. E, venho pesquisando sobre o Canadá.
    A minha dúvida é : existem alguns escritórios que trabalham com imigração, eles são confiáveis? É válido pagar por esse trabalho?
    Obrigada.
    Francy Rodrigues

  15. Anônimo says:

    Olá Mariana gostaria de saber se fazendo o college meus filhos têm direito a escola no tempo em que eu estiver estudando.
    Obrigado 🙂

  16. Jayro Rodrigues says:

    Olá. Gostei muito das orientações. Estou estudando novas possibilidades e conhecer um pouco sobre a realidade de uma delas foi bastante válida. Obrigado.

  17. Lucimara Duarte says:

    Boa Tarde Mariana!!

    Parabéns pelo blog e pelas informaçoes verdadeiras!!! Sou brasileira, e tem 1 mês que cheguei do Canadá. Estava estudando Inglês na cidade de Victoria, fiquei 6 meses nesta linda e confortável cidade!! Quando resolvi ir estudar inglês fui com a certeza que conseguiria um sub emprego e poderia estender meu tempo de permanência no Canadá, doce ilusão. Apos 1 semana no Canadá já tive a certeza que as coisas não são tão simples assim, e que no Canadá não existe jeitinho brasileiro. A Lei é pra todos!!!
    A alguns anos atras estudantes de inglês podiam estudar e trabalhar part time, porém atualmente isso não é possivel…infelizmente!! E não adianta tentar o jeitinho brasileiro pra trabalhar sem permissão, pois uma vez que vc insistir neste assunto com um Canadense, vc não será visto com bons olhos. Pra vcs terem a ideia como as coisas funcionam no Canadá (pelo mennos em Victoria funciona), vou relatar uma pequena experiencia que atuei com meu jeitinho brasileiro. Estudantes ate 19 anos conseguem comprar o cartão para o onibus pela metade do preço. Valor $45, porém eu tenho mais que 19, mas sangue brasileiro…rs, e atuei com o mesmo, pedi para uma amiguinha japonesa comprar no Seven Eleven o meu cartão, e deu certo, pelo menos por alguns dias. Nas minhas ultimas semanas no Canadá, fui questionada pelo motorista o pq eu estava usando um cartão que era apenas para menores de 20 anos. OH MY GOD, que vergonha!! Lógico dei uma de uma louca e fiz que não estava entendendo… mas fui orientada a NUNCA MAIS usar aquele cartão. Enfim só para relatar que a cultura no Canadá é bemmmm diferente!!! Eu amei o lugar e a cultura, por isso estou fazendo planos pra voltar pra pelo menos estudar mais 2 anos… Meu conselho é nao desistam dos seus sonhos, não importam as dificuldades, pois com certeza iremos valorizar muito mais… Sonhem, planejem-se e busquem o quanto mais informações possiveis->blogs, internet e agencias especializada em vistos. Se quiserem informações sobre Victoria também posso ajudar através do meu e-mail lufduarte@uol.com.br.
    Boa Sorte a todos!!!

  18. Lucimara Duarte says:

    Boa Tarde Mariana!!

    Parabéns pelo blog e pelas informaçoes verdadeiras!!! Sou brasileira, e tem 1 mês que cheguei do Canadá. Estava estudando Inglês na cidade de Victoria, fiquei 6 meses nesta linda e confortável cidade!! Quando resolvi ir estudar inglês fui com a certeza que conseguiria um sub emprego e poderia estender meu tempo de permanência no Canadá, doce ilusão. Apos 1 semana no Canadá já tive a certeza que as coisas não são tão simples assim, e que no Canadá não existe jeitinho brasileiro. A Lei é pra todos!!!
    A alguns anos atras estudantes de inglês podiam estudar e trabalhar part time, porém atualmente isso não é possivel…infelizmente!! E não adianta tentar o jeitinho brasileiro pra trabalhar sem permissão, pois uma vez que vc insistir neste assunto com um Canadense, vc não será visto com bons olhos. Pra vcs terem a ideia como as coisas funcionam no Canadá (pelo mennos em Victoria funciona), vou relatar uma pequena experiencia que atuei com meu jeitinho brasileiro. Estudantes ate 19 anos conseguem comprar o cartão para o onibus pela metade do preço. Valor $45, porém eu tenho mais que 19, mas sangue brasileiro…rs, e atuei com o mesmo, pedi para uma amiguinha japonesa comprar no Seven Eleven o meu cartão, e deu certo, pelo menos por alguns dias. Nas minhas ultimas semanas no Canadá, fui questionada pelo motorista o pq eu estava usando um cartão que era apenas para menores de 20 anos. OH MY GOD, que vergonha!! Lógico dei uma de uma louca e fiz que não estava entendendo… mas fui orientada a NUNCA MAIS usar aquele cartão. Enfim só para relatar que a cultura no Canadá é bemmmm diferente!!! Eu amei o lugar e a cultura, por isso estou fazendo planos pra voltar pra pelo menos estudar mais 2 anos… Meu conselho é nao desistam dos seus sonhos, não importam as dificuldades, pois com certeza iremos valorizar muito mais… Sonhem, planejem-se e busquem o quanto mais informações possiveis->blogs, internet e agencias especializada em vistos. Se quiserem informações sobre Victoria também posso ajudar através do meu e-mail lufduarte@uol.com.br.
    Boa Sorte a todos!!!

  19. Flávio Nascimento says:

    Confesso que infelizmente encontrar matéria tão realista como está é difícil. Pois a maioria costumam se iludir muito com a possibilidade de morar fora e quando conseguem se decepcionam ao deparar que nem tudo era um conto de fadas da Disney como imaginavam ou ouviram de alguém que relatou suas experiências escondendo o lado ruim do processo. Acho que manter os pés no chão evita frustrações e prepara melhor as pessoas para enfrentar as dificuldades de morar fora. Parabéns.

  20. Flávio Nascimento says:

    Confesso que infelizmente encontrar matéria tão realista como está é difícil. Pois a maioria costumam se iludir muito com a possibilidade de morar fora e quando conseguem se decepcionam ao deparar que nem tudo era um conto de fadas da Disney como imaginavam ou ouviram de alguém que relatou suas experiências escondendo o lado ruim do processo. Acho que manter os pés no chão evita frustrações e prepara melhor as pessoas para enfrentar as dificuldades de morar fora. Parabéns.

  21. Mari Cimini says:

    Olá, tudo bem? Com 23 anos a sua filha já não é sua dependente e tem que aplicar por conta própria. Pra vocês dois, vocês tem que pensar no que querem fazer no Canadá, se querem vir pra estudar, podem aplicar pra um visto de turismo se for pra menos de seis meses, e pra visto de estudo pra mais de seis meses, caso queiram trabalhar aí terão que ver se se encaixam no programa de imigração. Espero ter ajudado.

  22. Mari Cimini says:

    Olá, tudo bem? Com 23 anos a sua filha já não é sua dependente e tem que aplicar por conta própria. Pra vocês dois, vocês tem que pensar no que querem fazer no Canadá, se querem vir pra estudar, podem aplicar pra um visto de turismo se for pra menos de seis meses, e pra visto de estudo pra mais de seis meses, caso queiram trabalhar aí terão que ver se se encaixam no programa de imigração. Espero ter ajudado.

  23. Anônimo says:

    Oi mariana, tudo bem? Estou pensando de morar no Canadá. Tenho 56, meu marido 54 e minha filha 23. Ela está fazendo faculdade de tecnologia de informação e gostaria que ela trabalhasse aí. Em sua opinião, quais as suas expectativas para nosso caso? Obrigada. Abraços.

  24. Carlos Veras says:

    Ola, mariana, gostaria de tirar umas duvidas com você se não fosse pedir muito pode ser via email? Se sim responda aqui seu e-mail ou então pode responder no meu

    cr-lv@hotmail.com

    Desde já agradeço

  25. Carlos Veras says:

    Ola, mariana, gostaria de tirar umas duvidas com você se não fosse pedir muito pode ser via email? Se sim responda aqui seu e-mail ou então pode responder no meu

    cr-lv@hotmail.com

    Desde já agradeço

  26. Unknown says:

    Oi Jean, infelizmente não sei como funcionam as novas regras, talvez no site do CIC tenha a resposta pra sua dúvida.
    Abraço

  27. Jean Luzzoli says:

    Mariana, parabéns! Blog realista!
    Vc sabe me dizer na pratica com está a questão pathway + college?
    Pelo que vi nasnovas regras, tem que ir com o visto de turista pra estudo abaixo de 6 meses (pathway), e alterar aí o visto (para estudante) até iniciar o college? É fácil tranquilo este processo na prática….?
    Pois imagina quem vai com esposa e filha!?!?

  28. Jean Luzzoli says:

    Mariana, parabéns! Blog realista!
    Vc sabe me dizer na pratica com está a questão pathway + college?
    Pelo que vi nasnovas regras, tem que ir com o visto de turista pra estudo abaixo de 6 meses (pathway), e alterar aí o visto (para estudante) até iniciar o college? É fácil tranquilo este processo na prática….?
    Pois imagina quem vai com esposa e filha!?!?

  29. Willian Aguiar Souza says:

    Excelente post. Confesso que até fiquei com um pouco de medo da parte em que a pessoa investiu neste sonho e no final teve que voltar pro Brasil. Mas essa informação é a que todos que pensam em realizar esse sonho precisam ter em mente. Mostrar a realidade.

  30. Willian Aguiar Souza says:

    Excelente post. Confesso que até fiquei com um pouco de medo da parte em que a pessoa investiu neste sonho e no final teve que voltar pro Brasil. Mas essa informação é a que todos que pensam em realizar esse sonho precisam ter em mente. Mostrar a realidade.

  31. Victor Hugo says:

    Oi Mariana, muito bom o seu blog, está auxiliando bastante para entender esse processo de mudança para o Canadá. Uma dúvida que surgiu, mas não encontrei respostas oficiais, é a respeito da possibilidade de trabalho full time para estudantes. Me foi dito que aqueles que iniciam as aulas em setembro, no verão podem trabalhar full time. POrém, aqueles que inciam as aulas em janeiro ou maio não tem essa possibilidade. Você sabe algo a esse respeito? Obrigado.

  32. Victor Hugo says:

    Oi Mariana, muito bom o seu blog, está auxiliando bastante para entender esse processo de mudança para o Canadá. Uma dúvida que surgiu, mas não encontrei respostas oficiais, é a respeito da possibilidade de trabalho full time para estudantes. Me foi dito que aqueles que iniciam as aulas em setembro, no verão podem trabalhar full time. POrém, aqueles que inciam as aulas em janeiro ou maio não tem essa possibilidade. Você sabe algo a esse respeito? Obrigado.

  33. Anônimo says:

    Brasileiro é muito cabeça dura, toma como verdade aquilo que lhe convém. Você foi na verdade bem suave no que é real aqui no Canadá. Não vai ser por falta de aviso mas daqui um ano o que vai ter de brasileiro chorando nas mídias sociais que o canada "roubou/enganou" eles não vai ser moleza. Vai é queimar ainda mais o brasileiro do exterior.
    Tenho visto muitas famílias com crianças pequenas vindo para cá nesse esquema de college (de um ano!!!) achando que o RH vai ligar na casa deles e oferecer vida de rei.
    Fazem tanta força para não enxergar a realidade que nem sequer consideram que esse salário ai é o bruto, não o líquido e que aqui não tem vale alimentação, transporte, etc.
    País é muito competitivo, venha se sentir que nasceu para lutar, capitalismo comendo solto. Agora se é mais um desses do face que fica perguntando "como faço para ser funcionário público no Canadá?" melhor ficar onde está mesmo, até porque é parte do problema que está querendo fugir.

    Só desabafo, rs, não é uma crítica a você. Você na verdade é uma das poucas fontes que acompanho. Com essa modinha de vir para cá está chovendo blog/youtube sobre o Canadá, não suporto mais gente falando do Dolarama!

    Abraços, continue com o sucesso!

  34. Anônimo says:

    Brasileiro é muito cabeça dura, toma como verdade aquilo que lhe convém. Você foi na verdade bem suave no que é real aqui no Canadá. Não vai ser por falta de aviso mas daqui um ano o que vai ter de brasileiro chorando nas mídias sociais que o canada "roubou/enganou" eles não vai ser moleza. Vai é queimar ainda mais o brasileiro do exterior.
    Tenho visto muitas famílias com crianças pequenas vindo para cá nesse esquema de college (de um ano!!!) achando que o RH vai ligar na casa deles e oferecer vida de rei.
    Fazem tanta força para não enxergar a realidade que nem sequer consideram que esse salário ai é o bruto, não o líquido e que aqui não tem vale alimentação, transporte, etc.
    País é muito competitivo, venha se sentir que nasceu para lutar, capitalismo comendo solto. Agora se é mais um desses do face que fica perguntando "como faço para ser funcionário público no Canadá?" melhor ficar onde está mesmo, até porque é parte do problema que está querendo fugir.

    Só desabafo, rs, não é uma crítica a você. Você na verdade é uma das poucas fontes que acompanho. Com essa modinha de vir para cá está chovendo blog/youtube sobre o Canadá, não suporto mais gente falando do Dolarama!

    Abraços, continue com o sucesso!

  35. Alan Salinas says:

    Victor Hugo e Mariana, desculpe me intrometer no papo de vcs, porem a informação que tive em um vídeo foi que o aluno que começa o college em Janeiro ou Maio não tem o período de férias portanto tem o curso reduzido, ou seja ao inves de 2 anos conclui direto em 1 ano e meio tendo só os dias de recesso de dezembro e uma semana durante o ano.

  36. Alan Salinas says:

    Victor Hugo e Mariana, desculpe me intrometer no papo de vcs, porem a informação que tive em um vídeo foi que o aluno que começa o college em Janeiro ou Maio não tem o período de férias portanto tem o curso reduzido, ou seja ao inves de 2 anos conclui direto em 1 ano e meio tendo só os dias de recesso de dezembro e uma semana durante o ano.

  37. Alan Salinas says:

    Victor Hugo e Mariana, desculpe me intrometer no papo de vcs, porem a informação que tive em um vídeo foi que o aluno que começa o college em Janeiro ou Maio não tem o período de férias portanto tem o curso reduzido, ou seja ao inves de 2 anos conclui direto em 1 ano e meio tendo só os dias de recesso de dezembro e uma semana durante o ano.

  38. Alan Salinas says:

    Victor Hugo e Mariana, desculpe me intrometer no papo de vcs, porem a informação que tive em um vídeo foi que o aluno que começa o college em Janeiro ou Maio não tem o período de férias portanto tem o curso reduzido, ou seja ao inves de 2 anos conclui direto em 1 ano e meio tendo só os dias de recesso de dezembro e uma semana durante o ano.

  39. Alan Salinas says:

    Victor Hugo e Mariana, desculpe me intrometer no papo de vcs, porem a informação que tive em um vídeo foi que o aluno que começa o college em Janeiro ou Maio não tem o período de férias portanto tem o curso reduzido, ou seja ao inves de 2 anos conclui direto em 1 ano e meio tendo só os dias de recesso de dezembro e uma semana durante o ano.

  40. Alan Salinas says:

    Victor Hugo e Mariana, desculpe me intrometer no papo de vcs, porem a informação que tive em um vídeo foi que o aluno que começa o college em Janeiro ou Maio não tem o período de férias portanto tem o curso reduzido, ou seja ao inves de 2 anos conclui direto em 1 ano e meio tendo só os dias de recesso de dezembro e uma semana durante o ano.

  41. Daniel P. says:

    Olá
    Parabéns pelo trabalho primeiramente,
    Tenho uma dúvida, que gostaria de saber.. Como funciona para brasileiros abrir uma empresa (restaurante ou loja) em Toronto? Mta burocracia? Aluguel mto caro? Como vc vê a questao
    Pretendo ir em Set/16 estudar em um College e gostaria de montar uma empresa em paralelo… O visto permite?

  42. Daniel P. says:

    Olá
    Parabéns pelo trabalho primeiramente,
    Tenho uma dúvida, que gostaria de saber.. Como funciona para brasileiros abrir uma empresa (restaurante ou loja) em Toronto? Mta burocracia? Aluguel mto caro? Como vc vê a questao
    Pretendo ir em Set/16 estudar em um College e gostaria de montar uma empresa em paralelo… O visto permite?

  43. Rogério says:

    Oi Mariana:

    Com relação a fazer o college e depois conseguir trabalho depois de formado após 3 anos não se pode ter a residência permanente?

  44. Rogério says:

    Oi Mariana:

    Com relação a fazer o college e depois conseguir trabalho depois de formado após 3 anos não se pode ter a residência permanente?

  45. VBDM says:

    oi, Mariana. Estou pensando em passar 1 ou 2 anos no canada com o visto de estudante atraves do greystone college. Você ja ouviu falar? É bom? como você iniciou seu processo de mudança para o canada? aguardo retorno. grata

  46. Daniel Ramaldes says:

    Oi Mariana, tudo bom? Vi agora que minha mãe postou usando minha conta. rsrs
    É muito difícil fazer uma mudança grande dessa sem envolver a família. Em relação ao empregador me ajudar com o processo eu nunca me iludi e nem penso em focar nessa possibilidade, como eu mesmo conversei com minha mãe, o meu foco é aproveitar o work permit de meio período durante o college e o work permit full time após a conclusão do curso e adquirir experiência de trabalho canadense, acumulando pontos para aplicar como residente permanente , que pelo que parece foi o que você também fez. O caminho mais longo e o mais seguro é normalmente o com maior chance de sucesso, sempre fui mais pé no chão com isso rsrs.
    Essas cartas dos empregadores mostrando que o tempo que trabalhei pra eles não é algo que costumam recusar de dar não né? Me parece algo simples e a gente precisa muito pra acumular os pontos.
    Outra dúvida que tenho é a seguinte, tenho amigos que trabalharam full time enquanto faziam seus colleges full time tb, dizem que sobre tempo numa boa pra trabalhar, mas na época deles não estava em vigor o work permit part time pra estudantes, é algo mais recente. O que quero saber é o seguinte, se eu trabalhar full time nesse periodo que só posso trabalhar part time oficialmente, os empregadores criam birra de declarar que trabalhei apenas part time? Porque isso ajuda muito pra gente ganhar pontos enquanto ainda faz o college e trabalhar só part time pra se manter é complicado, além da maioria das ofertas de emprego serem full time.

  47. Anônimo says:

    Ola Mariana,estou a um tempo com um projeto de fazer um college (arquitetura/urbanismo/decoração) em montreal e também estou concluindo meu inglês no Brasil você acha que seria bom eu ir e ficar em torno de 1 mês estudando inglês em montreal e estando ai pesquisar alguns college nesta área? você acha que estando ai consigo me projetar melhor para um volta definitiva a estudos no canada? Obrigado Gabriel

  48. Gabriel S says:

    Olá Mariana,bom dia! Primeiramente gostaria de falar que seu Blog é show.
    Estou a algum tempo planejando e projetando minha ida para o canada,tenho o nível pré intermediário de inglês tenho o objetivo de fazer um college em montreal ou toronto relacionada a arquitetura/urbanismo, pois aqui no Brasil trabalho em empresa do ramo…Você acha que seria viável eu estar indo para umas das cidades escolhidas para fazer um curso de Inglês de 1 mês e ajeitar um college estando ai? Ou acha que seria perder dinheiro? Tenho essa duvida pois hoje gastarei em média de R$ 6,000,00 para um pacote com curso de 1 mes e mais R$ 3,000,00 de passagens aérea.

  49. Gabriel S says:

    Olá Mariana,bom dia! Primeiramente gostaria de falar que seu Blog é show.
    Estou a algum tempo planejando e projetando minha ida para o canada,tenho o nível pré intermediário de inglês tenho o objetivo de fazer um college em montreal ou toronto relacionada a arquitetura/urbanismo, pois aqui no Brasil trabalho em empresa do ramo…Você acha que seria viável eu estar indo para umas das cidades escolhidas para fazer um curso de Inglês de 1 mês e ajeitar um college estando ai? Ou acha que seria perder dinheiro? Tenho essa duvida pois hoje gastarei em média de R$ 6,000,00 para um pacote com curso de 1 mes e mais R$ 3,000,00 de passagens aérea.

  50. Levy Neto says:

    OI Mariana,
    Me chamo Levy e quero muito me mudar para o Canadá.
    Estou ciente de que a mudança não é algo simples mas preciso tirar uma dúvida que não vejo ninguém falar.
    Você acha viável, eu me mudar com minha família para o Canadá, e só depois disso eu pensar em iniciar o processo de legalização?

    Eu conseguiria emprego assim por ai?
    EU não tenho orgulho que não me permita iniciar bem mais de baixo que o que eu estou acostumado. quero apenas educar minha filha em um lugar decente. e acho que o Canadá tem tudo isso.

    Se puder me ajudar com minha pergunta ficaria muito agradecido.

  51. Mariana Cimini says:

    Olá, eu tenho um post sobre média de gastos mensais pra um estudante, esse post pode te ajudar, lembrando que não está incluído custos com o curso.

  52. Unknown says:

    Mariana bom dia, sou louco para conhecer e viver no Canadá, ultimamente tenho pesquisado bastante sobre o país, para poder começar a me organizar financeiramente pra ir. Pretendo primeiramente cursar inglês e numa outra oportunidade tentar a imigração, mas por hora, apenas para cursar o inglês e falar fluentemente, você me sugere algum lugar e me dar uma média de gasto?! Desde já agradeço!

  53. Unknown says:

    Boa tarde Mariana,
    Parabéns pelas informações dadas em seu blog. Ate mesmo porque eu estou planejando ir para o Canada através de College, e tentar sucesso na imigração. Algo que me chamou muita atenção no seu texto, foi o fato de que você já viu muitos brasileiros indo ai, fazendo college, trabalhando depois, e ainda sim não conseguiram imigrar, e precisaram voltar. Isso me preocupou bastante, pois voltar para o Brasil depois de tamanho investimento seria uma tragedia!
    Então, o que queria lhe perguntar, e se essa isso costuma acontecer por alguma razão em especifico? Se tipo, existe um padrão que acontece nessas pessoas que não conseguem imigrar? Algo que elas deveriam ter feito ou não feito talez.
    Ou se isso independe de qualquer coisa, e o sucesso da imigração ainda depende de uma boa quantia de sorte?

    Agradeço pela atenção

  54. Mariana Cimini says:

    Oi RIcardo. São vários fatores. Pode ser que a pessoa não se empenhou o suficiente pra conseguir um emprego na área, pode ser pq o mercado que a pessoa escolheu não está bom, ou pode ser simplesmente porque a pessoa se acomodou e não correu atrás de tudo que a imigração precisa pra aplicar. Pra conseguir ficar depois de um college, a pessoa tem que conseguir um emprego na área, ou alguma posição que não seja de nível iniciante, e a partir daí ela vai conseguir atingir a pontuação necessária pra imigração.

  55. Ricardo Maciel Santana says:

    Ola Mariana,
    Parabens pelo Blog, bastante informativo e eficiente.
    Quanto ao que voce disse sobre ja ter visto diversos brasileiros que vao ai fazer o college, depois trabalham, e mesmo assim tiveram que voltar. O que voce diria que foi o fator de isso acontecer? Seria algo que eles fizeram ou deixaram de fazer? Ou isso e simplesmente uma questao de sorte e azar?

    Obrigado

  56. Mariana Cimini says:

    Oi Levy, você está dizendo vir sem os vistos adequados, começar a trabalhar e depois tentar se legalizar? Eu não recomendo fazer isso, principalmente se você pretende trazer sua familia com você. Eu recomendo que você se planeje melhor e já venha com tudo certinho, pra correr menos riscos.

  57. Mariana Cimini says:

    Oi Levy, você está dizendo vir sem os vistos adequados, começar a trabalhar e depois tentar se legalizar? Eu não recomendo fazer isso, principalmente se você pretende trazer sua familia com você. Eu recomendo que você se planeje melhor e já venha com tudo certinho, pra correr menos riscos.

  58. Levy Neto says:

    Oi Mariana.
    Parabens pelo seu Blog.
    Eu tenho uma dúvida. E não vejo ninguém falando sobre isso.
    Como as coisas estão andando por aqui, não estou vendo nenhum motivo para eu continuar aqui. Você acha prudente eu ir com miha família, e depois iniciar todo o trâmite de legalização?
    Acha que eu consigo emprego assim?
    Não tenho orgulho, nenm problema em trabalhar no que estiver disponível. Hoje sou advogado aqui no Brasil, mas quero ter um bom lugar para educar minha filha.

    Se puder me ajudar fico muito agradecido.

  59. Levy Neto says:

    Oi Mariana.
    Parabens pelo seu Blog.
    Eu tenho uma dúvida. E não vejo ninguém falando sobre isso.
    Como as coisas estão andando por aqui, não estou vendo nenhum motivo para eu continuar aqui. Você acha prudente eu ir com miha família, e depois iniciar todo o trâmite de legalização?
    Acha que eu consigo emprego assim?
    Não tenho orgulho, nenm problema em trabalhar no que estiver disponível. Hoje sou advogado aqui no Brasil, mas quero ter um bom lugar para educar minha filha.

    Se puder me ajudar fico muito agradecido.

  60. Mariana Cimini says:

    Oi Gabriel, se seu nivel é pré intermediário acho que você vai ter que fazer mais de um mês de inglês antes de começar um college. Lembre-se que pro college você vai precisar de todas as habilidades do inglês bem fluentes, como escrita, leitura, entendimento e fala. Quanto a vir pra ajeitar o college, você pode fazer tudo do Brasil mesmo, e já vir com o visto certinho.

  61. Mariana Cimini says:

    Oi Gabriel, se seu nivel é pré intermediário acho que você vai ter que fazer mais de um mês de inglês antes de começar um college. Lembre-se que pro college você vai precisar de todas as habilidades do inglês bem fluentes, como escrita, leitura, entendimento e fala. Quanto a vir pra ajeitar o college, você pode fazer tudo do Brasil mesmo, e já vir com o visto certinho.

  62. Gabriel S says:

    Olá Mariana,bom dia! Primeiramente gostaria de falar que seu Blog é show.
    Estou a algum tempo planejando e projetando minha ida para o canada,tenho o nível pré intermediário de inglês tenho o objetivo de fazer um college em montreal ou toronto relacionada a arquitetura/urbanismo, pois aqui no Brasil trabalho em empresa do ramo…Você acha que seria viável eu estar indo para umas das cidades escolhidas para fazer um curso de Inglês de 1 mês e ajeitar um college estando ai? Ou acha que seria perder dinheiro? Tenho essa duvida pois hoje gastarei em média de R$ 6,000,00 para um pacote com curso de 1 mes e mais R$ 3,000,00 de passagens aérea.

  63. Mariana Cimini says:

    Oi Natalia, todas as profissoões pagam o suficiente pra sobreviver… dê uma olhada nesse link e pesquise a média salarial dos empregos que você se interessa: httpsss://www.vireicanadense.com/2015/06/links-uteis-para-imigracaovistospermits.html

    Infelizmente escolher um curso não é só olhar o salário, mas também as coisas que você gosta né? Eu não sou dessas áreas, e aí não sei como são os salários ou os empregos.

    Abraço

  64. Mariana Cimini says:

    Oi Natalia, todas as profissoões pagam o suficiente pra sobreviver… dê uma olhada nesse link e pesquise a média salarial dos empregos que você se interessa: httpsss://www.vireicanadense.com/2015/06/links-uteis-para-imigracaovistospermits.html

    Infelizmente escolher um curso não é só olhar o salário, mas também as coisas que você gosta né? Eu não sou dessas áreas, e aí não sei como são os salários ou os empregos.

    Abraço

  65. Mariana Cimini says:

    Oi Paulo, se foi isso que eles falaram, então deve ser isso mesmo. Infelizmente não sei direito como funciona o processo de LMIA, nem conheço ninguém que passou por isso.

  66. Mariana Cimini says:

    Oi Paulo, se foi isso que eles falaram, então deve ser isso mesmo. Infelizmente não sei direito como funciona o processo de LMIA, nem conheço ninguém que passou por isso.

  67. Paulo says:

    Obrigado! Segundo eles me passaram que mesmo se o LMIA for recusado, eu posso tentar o work permit, pq eu tenho a carta convite e o contrato de trabalho. O que você acha?

  68. Paulo says:

    Obrigado! Segundo eles me passaram que mesmo se o LMIA for recusado, eu posso tentar o work permit, pq eu tenho a carta convite e o contrato de trabalho. O que você acha?

  69. Natália K. says:

    Oi, Mariana! Obrigada por compartilhar tua experiência. Fui para o Canadá em 2005 e estava pensando em voltar para ai, tentar a imigração dessa vez. Só tem um detalhe: não sei qual curso escolher. Estou superpreocupada com o mercado de trabalho. Sou formada em psicologia, mas estou aberta a estudar outras coisas (desde que sejam da área das humanas), queria saber como está o mercado, qual curso me indicarias para eu conseguir um trabalho que pague o suficiente para eu sobreviver (e se possível, guardar um pouco de dinheiro)…Eu até tive algumas sugestões como case management (seria tipo de assistente social) e hospitallity (curso para atendimento a público, como a parte de hotelaria/turismo, como me explicaram numa agência)…Que tu achas? Desde já, obrigada!

  70. Mariana Cimini says:

    Oi Cleto, já ouvi falar que o mercado de TI é bom aqui em Ontario. A maioria das pessoas consegue emprego na área bem rápido.

  71. Cleto Honorato says:

    Boa tarde! interessante seu blog, muito intuitivo nos detalhes dos seus dias e realidade, parabéns!

    Uma pergunta , vc saberia informar como é o mercado de TI (infraestrutura/redes) nas regiões que vc se encontra?

    abraço!

  72. Mariana Cimini says:

    Se a empresa quis abrir o processo de LMIA pra você já é meio caminho andando. As chances são maiores, mas não é 100% garantido que o LMIA vai ser aprovado. Boa sorte!

  73. Mariana Cimini says:

    Se a empresa quis abrir o processo de LMIA pra você já é meio caminho andando. As chances são maiores, mas não é 100% garantido que o LMIA vai ser aprovado. Boa sorte!

  74. Paulo says:

    Boa tarde! Fui indicado para uma empresa canadense, passei no processo seletivo. Eles abriram o processo do LMIA. Gostaria de saber quais são as minhas chances? Obrigado!

  75. Paulo says:

    Boa tarde! Fui indicado para uma empresa canadense, passei no processo seletivo. Eles abriram o processo do LMIA. Gostaria de saber quais são as minhas chances? Obrigado!

  76. UMBERTO says:

    Olá Mariana! sou Agrimensor aqui no Brasil e soube que é uma área bastante requisitada no Canadá, vc saberia me informar? muito obrigado desde já.

  77. UMBERTO says:

    Olá Mariana! sou Agrimensor aqui no Brasil e soube que é uma área bastante requisitada no Canadá, vc saberia me informar? muito obrigado desde já.

  78. Mariana Cimini says:

    Obrigada por compartilhar sua história! Com certeza a área de IT é uma área a parte, que sempre precisa de mão de obra e que pode contratar de qualquer lugar, já que a barreira da língua não é tão grande (pelo menos a linguagem de programação).

    Nem tudo é um mar de flores, mas quem tem força de vontade consegue! 

  79. Mariana Cimini says:

    Obrigada por compartilhar sua história! Com certeza a área de IT é uma área a parte, que sempre precisa de mão de obra e que pode contratar de qualquer lugar, já que a barreira da língua não é tão grande (pelo menos a linguagem de programação).

    Nem tudo é um mar de flores, mas quem tem força de vontade consegue! 

  80. Mariana Cimini says:

    Muito pelo contrário meu caro! Quem escreveu esse post mora no Canadá há cinco anos e ralou muito pra chegar onde chegou. A perspectiva é de quem vê o que acontece por aqui, de quem já passou por isso, e de quem recebe vários emails por dia de pessoas que pensam em largar tudo e se mudar pro Canadá sem nenhum planejamento porque leu na internet que as coisas por aqui são fáceis.

    Eu desejo que o país receba mais imigrantes sim, pois também sou imigrante, e não vejo motivos pra outras pessoas não tentarem, o que quis mostrar neste post é que pra quem quer coisa fácil, o Canadá não é o melhor lugar.

    Normalmente eu nem respondo comentários como os seus, mas respeito a sua opnião. Em momento nenhum disse que morar aqui é ruim, se fosse eu não estaria aqui.

  81. Mariana Cimini says:

    Muito pelo contrário meu caro! Quem escreveu esse post mora no Canadá há cinco anos e ralou muito pra chegar onde chegou. A perspectiva é de quem vê o que acontece por aqui, de quem já passou por isso, e de quem recebe vários emails por dia de pessoas que pensam em largar tudo e se mudar pro Canadá sem nenhum planejamento porque leu na internet que as coisas por aqui são fáceis.

    Eu desejo que o país receba mais imigrantes sim, pois também sou imigrante, e não vejo motivos pra outras pessoas não tentarem, o que quis mostrar neste post é que pra quem quer coisa fácil, o Canadá não é o melhor lugar.

    Normalmente eu nem respondo comentários como os seus, mas respeito a sua opnião. Em momento nenhum disse que morar aqui é ruim, se fosse eu não estaria aqui.

  82. Anônimo says:

    QUEM ESCREVEU ISTO DEVE MORAR NO BRASIL POIS NO CANADÁ É UMA BOTA NE? OU É PESSOA QUE NÃO DESEJA QUE BRASILEIROS MOREM NO CANADA!!! ACHO QUE TODOS SABEM DAS DESVANTAGENS E VANTAGENS E É BOM NÃO SE APEGAR A UMA SÓ PERSPECTIVA… VALEU PELA PERSPECTIVA NEGATIVA…

  83. Anônimo says:

    QUEM ESCREVEU ISTO DEVE MORAR NO BRASIL POIS NO CANADÁ É UMA BOTA NE? OU É PESSOA QUE NÃO DESEJA QUE BRASILEIROS MOREM NO CANADA!!! ACHO QUE TODOS SABEM DAS DESVANTAGENS E VANTAGENS E É BOM NÃO SE APEGAR A UMA SÓ PERSPECTIVA… VALEU PELA PERSPECTIVA NEGATIVA…

  84. Mariana Cimini says:

    Oi Juliana, minha intenção não foi desanimar ninguém e sim abrir os olhos pras dificuldades. Tem muita gente por aí vendendo uma ilusão que pode custar os sonhos e as economias de alguém.

    Com certeza estudar é um plano, não é garantido mas com certeza é um começo, e você está certa, se não der certo pelo menos a experiência vai contar pra alguma coisa. Eu acredito que planejando dá certo sim!

  85. Mariana Cimini says:

    Oi Juliana, minha intenção não foi desanimar ninguém e sim abrir os olhos pras dificuldades. Tem muita gente por aí vendendo uma ilusão que pode custar os sonhos e as economias de alguém.

    Com certeza estudar é um plano, não é garantido mas com certeza é um começo, e você está certa, se não der certo pelo menos a experiência vai contar pra alguma coisa. Eu acredito que planejando dá certo sim!

  86. Juliana Kuhnert F. says:

    Oi Mariana!

    Acompanho teu blog há algum tempo mas comento pouco por aqui.. enfim, achei esse teu post muito desanimador! hehe

    No nosso caso, fizemos uma pontuação baixa no E.E e partimos para o plano B (de estudo). Isso realmente nao nos dá 100% de certeza de que conseguiremos a residência, mas o que temos a perder? Ok, grana. Mas ainda assim, caso nao dê em nada meu marido voltará com experiência canadense. tanto na pós que irá fazer como no ingles. Gosto de ver isso como um update grandioso no currículo. Muitas empresas sérias de assessoria de imigração tem falado sobre esse plano B. Tendo em vista que hoje, para conseguir um pontuação válida, seria praticamente impossível para pessoas que nunca pisaram em solo canadense.
    Na minha opinião, todos devem estudar e pesquisar muito sobre o assunto. Planejamento é a palavra chave. Estamos há mais de 1 ano juntando grana e nos mobiliando pra isso. nao sao decisoes tomadas da noite pro dia.

    Abraço!

  87. Juliana Kuhnert F. says:

    Oi Mariana!

    Acompanho teu blog há algum tempo mas comento pouco por aqui.. enfim, achei esse teu post muito desanimador! hehe

    No nosso caso, fizemos uma pontuação baixa no E.E e partimos para o plano B (de estudo). Isso realmente nao nos dá 100% de certeza de que conseguiremos a residência, mas o que temos a perder? Ok, grana. Mas ainda assim, caso nao dê em nada meu marido voltará com experiência canadense. tanto na pós que irá fazer como no ingles. Gosto de ver isso como um update grandioso no currículo. Muitas empresas sérias de assessoria de imigração tem falado sobre esse plano B. Tendo em vista que hoje, para conseguir um pontuação válida, seria praticamente impossível para pessoas que nunca pisaram em solo canadense.
    Na minha opinião, todos devem estudar e pesquisar muito sobre o assunto. Planejamento é a palavra chave. Estamos há mais de 1 ano juntando grana e nos mobiliando pra isso. nao sao decisoes tomadas da noite pro dia.

    Abraço!

  88. Anônimo says:

    Parabéns pelo seu blog ! Põe de lado a euforia e trata da realidade.

    Sou de IT e já tinha um bom inglês quando cheguei aqui. Vim da Europa (onde trabalhava) um ano antes para avaliar o mercado de trabalho, fiz entrevistas e voltei com uma carta de dois agentes documentando a minha fatia de mercado. Usei essas cartas para dar entrada no meu pedido de residência. Foi relativamente rápido na época.

    Empreguei-me em 3 semanas. Consegui o primeiro emprego numa feira de emptegos onde fui intrevistado diretamente por um profissional da minha área (ao invés de RH). Sorte !

    A adaptação ao clima foi gradual, não me importo muito com o frio mas os dias cinzas de novembro e fevereiro em Toronto são meio depressivos para mim. Na verdade, para a maioria dos canadenses.

    Neve ? É muito boa nas estações de esqui. No dia-a-dia para o trabalho é o caos: acidente nas estradas, ônibus, trens e metrô atrasados, escolas fechadas e por aí vai. Ainda bem que não é sempre.

    Saudades do Brasil. Sim e principalmente da família. Íamos lá, a minha esposa e eu, anualmente. Depois que as crianças nasceram, a cada 3 anos. Nos outros anos vamos aos EUA ou ao Caribe (mais em conta). Conversamos sempre com a família por Skype (uma vantagem da tecnologia atual).

    Enfim, vamos ficando.

    Assinado: mais um imigrante brasileiro bem sucedido, trabalhando na própria área.

  89. Anônimo says:

    Parabéns pelo seu blog ! Põe de lado a euforia e trata da realidade.

    Sou de IT e já tinha um bom inglês quando cheguei aqui. Vim da Europa (onde trabalhava) um ano antes para avaliar o mercado de trabalho, fiz entrevistas e voltei com uma carta de dois agentes documentando a minha fatia de mercado. Usei essas cartas para dar entrada no meu pedido de residência. Foi relativamente rápido na época.

    Empreguei-me em 3 semanas. Consegui o primeiro emprego numa feira de emptegos onde fui intrevistado diretamente por um profissional da minha área (ao invés de RH). Sorte !

    A adaptação ao clima foi gradual, não me importo muito com o frio mas os dias cinzas de novembro e fevereiro em Toronto são meio depressivos para mim. Na verdade, para a maioria dos canadenses.

    Neve ? É muito boa nas estações de esqui. No dia-a-dia para o trabalho é o caos: acidente nas estradas, ônibus, trens e metrô atrasados, escolas fechadas e por aí vai. Ainda bem que não é sempre.

    Saudades do Brasil. Sim e principalmente da família. Íamos lá, a minha esposa e eu, anualmente. Depois que as crianças nasceram, a cada 3 anos. Nos outros anos vamos aos EUA ou ao Caribe (mais em conta). Conversamos sempre com a família por Skype (uma vantagem da tecnologia atual).

    Enfim, vamos ficando.

    Assinado: mais um imigrante brasileiro bem sucedido, trabalhando na própria área.

  90. Sofia Hora says:

    Oi,
    A algumas semanas atras participei em uma palestra sobre Express Entry. Estudar 2 anos e trabalhar 1 ano (falando que vc nao tenha graduacao fora do Canada), nao te dah pontuacao suficiente para entrar no Express entry pool. A pontuacao minima seria 400 – 450 pontos (lembrando que eh uma competicao e existem candidatos com pontuacao mais alta). Portanto, quem estah pensando em imigrar atraves de college, keep in mind que nao eh taaaap facil assim. (Estou aqui a 5 anos tentando e desculpem minha falta de pontuacao)

  91. Sofia Hora says:

    Oi,
    A algumas semanas atras participei em uma palestra sobre Express Entry. Estudar 2 anos e trabalhar 1 ano (falando que vc nao tenha graduacao fora do Canada), nao te dah pontuacao suficiente para entrar no Express entry pool. A pontuacao minima seria 400 – 450 pontos (lembrando que eh uma competicao e existem candidatos com pontuacao mais alta). Portanto, quem estah pensando em imigrar atraves de college, keep in mind que nao eh taaaap facil assim. (Estou aqui a 5 anos tentando e desculpem minha falta de pontuacao)

  92. Mariana Cimini says:

    Oi Tayara,

    Dois dias é bem apertado pra conhecer a cidade, mas com certeza dá pra conhecer alguns dos pontos turísticos mais importantes. Se você conseguiu uma passagem barata acho que vale a pena. Mas lembre-se que se você ainda não tem o visto canadense, vai precisar aplicar.

  93. Mariana Cimini says:

    Oi Tayara,

    Dois dias é bem apertado pra conhecer a cidade, mas com certeza dá pra conhecer alguns dos pontos turísticos mais importantes. Se você conseguiu uma passagem barata acho que vale a pena. Mas lembre-se que se você ainda não tem o visto canadense, vai precisar aplicar.

  94. Tyara Costa says:

    Boa noite Mariana, estou amando seu blog! Estou me programando para ir em janeiro, porém agora em maio vou estar em Orlando e achei passagem com o preço legal p Toronto, vc acha que vale a pena passar uns 2 dias aí p conhecer um pouco a cidade ou visitar i college que pretendo estudar? Vc conhece algum brasileiro que pode ser meu guia aí? Grata!

  95. Tyara Costa says:

    Boa noite Mariana, estou amando seu blog! Estou me programando para ir em janeiro, porém agora em maio vou estar em Orlando e achei passagem com o preço legal p Toronto, vc acha que vale a pena passar uns 2 dias aí p conhecer um pouco a cidade ou visitar i college que pretendo estudar? Vc conhece algum brasileiro que pode ser meu guia aí? Grata!

  96. Mariana Cimini says:

    Olá, dependendo do curso e college que você fizer sim, você pode trabalhar part time durante o curso e o seu marido full time durante todo o período do seu curso.

    Abraço

  97. Mariana Cimini says:

    Olá, dependendo do curso e college que você fizer sim, você pode trabalhar part time durante o curso e o seu marido full time durante todo o período do seu curso.

    Abraço

  98. Mariana Knapik says:

    Oi Mariana, sou sua chará hehe e o blog é super esclarecedor, tenho uma dúvida com relação ao College, eu posso trabalhar part time desde o começo do curso?
    E o meu marido ganha o visto para trabalhar full time?

  99. Mariana Cimini says:

    Oi Daniel, tudo bem? College não garante a imigração, imigrar pelo college não é impossível, foi assim que eu imigrei, mas eu não contaria com um empregador pra ajudar no processo. O ideal é ele vir, estudar, completar um ano de trabalho e aplicar por conta própria, sem depender de ningúem. Afinal, promessas são muitas, mas nem todos os empregadores cumprem elas na hora da verdade mesmo. Simplesmente porque o processo é burocrático, e eles não querem passar pelo stress, ou simplesmente por desconhecerem o processo, e quando começam a olhar vêem que é mais complicado do que parece. Registro de experiência na carteira de trabalho não vale muito aqui, o que conta mesmo é a carta do empregador mostrando que ele trabalhou, quanto ganhou, quanto tempo, e o que fazia.

    Espero ter ajudado.
    Abraço

  100. Daniel Ramaldes says:

    Mariana, apesar de suas observaçoes de que o College nao garante a imigraçao no futuro, este ainda seria o melhor caminho, nao? Meu filho se formou em Artes Visuais (licenciatura/professor) no Brasil e so tem um ano de experiencia nesta area e tem uma pos-graduaçao em Arte e Educaçao e um MBA em Comunicaçao e Novas Midias. Moou em Toronto em 2010 estudando Ingles e agora pretende voltar…fazer um college na area de gastronomia ( soube que o mercado nesta area anda bem aberto), para ter conseguir um emprego depois dos estudos, trabalhar um ano e tentar que algum empregador solicite sua permissao de trabalho. Vc acha, sinceramente, que um plano deste pode funcionar?
    Pensando em Gastronomia porque temos um pequeno negocio de comida saudavel e ele cozinha bem, mas nao tem registro de experiencia na carteira de trabalho

  101. Daniel Ramaldes says:

    Mariana, apesar de suas observaçoes de que o College nao garante a imigraçao no futuro, este ainda seria o melhor caminho, nao? Meu filho se formou em Artes Visuais (licenciatura/professor) no Brasil e so tem um ano de experiencia nesta area e tem uma pos-graduaçao em Arte e Educaçao e um MBA em Comunicaçao e Novas Midias. Moou em Toronto em 2010 estudando Ingles e agora pretende voltar…fazer um college na area de gastronomia ( soube que o mercado nesta area anda bem aberto), para ter conseguir um emprego depois dos estudos, trabalhar um ano e tentar que algum empregador solicite sua permissao de trabalho. Vc acha, sinceramente, que um plano deste pode funcionar?
    Pensando em Gastronomia porque temos um pequeno negocio de comida saudavel e ele cozinha bem, mas nao tem registro de experiencia na carteira de trabalho

  102. Mariana Cimini says:

    Oi Victor Hugo, não sei disso não, mas pode ser pela distribuição de carga horária. Por exemplo, o meu curso foi de um ano, e eu não tive férias de verão, estudei normalmente full time durante todo o verão, e consequentemente não pude trabalhar full time, e minhas aulas começaram em setembro.

  103. Mariana Cimini says:

    Oi Victor Hugo, não sei disso não, mas pode ser pela distribuição de carga horária. Por exemplo, o meu curso foi de um ano, e eu não tive férias de verão, estudei normalmente full time durante todo o verão, e consequentemente não pude trabalhar full time, e minhas aulas começaram em setembro.

  104. Victor Hugo says:

    Ei Mariana, tudo bem! Parabéns pelo blog, está ajudando bastante as pessoas que buscam melhores informações sobre o processo de mudança para o Canadá.
    Uma dúvida que ouvi comentários mas não encontrei ainda a resposta oficial. As aulas no canadá começam em setembro, ou janeiro, ou maio. E o estudante recebe a permissão para trabalhar meio horário, mas no verão pode trabalhar full time. Contudo isso só é possível para aqueles que iniciaram as aulas em setembro. Os que iniciam em janeiro ou maio não tem essa possibilidade. Você sabe alguma coisa a respeito disso?
    Obrigado.
    Victor Hugo.

  105. Victor Hugo says:

    Ei Mariana, tudo bem! Parabéns pelo blog, está ajudando bastante as pessoas que buscam melhores informações sobre o processo de mudança para o Canadá.
    Uma dúvida que ouvi comentários mas não encontrei ainda a resposta oficial. As aulas no canadá começam em setembro, ou janeiro, ou maio. E o estudante recebe a permissão para trabalhar meio horário, mas no verão pode trabalhar full time. Contudo isso só é possível para aqueles que iniciaram as aulas em setembro. Os que iniciam em janeiro ou maio não tem essa possibilidade. Você sabe alguma coisa a respeito disso?
    Obrigado.
    Victor Hugo.

Deixe uma mensagem